Manchete

Manifestações contra Bolsonaro e a favor da vacina explodem por todo o Brasil

Milhares de pessoas protestaram neste sábado (23/1) nas principais capitais e cidades do país pelo atraso na campanha de vacinação contra a Covid-19 e pela destituição de Jair Bolsonaro da presidência da República por conta de sua má gestão diante da pandemia que já custou a vida de mais de 215 mil brasileiros. Os protestos devem continuar neste domingo (24/1). As manifestações contra o governo e a favor da vacinação aconteceram praticamente em todas as capitais e nas principais cidades do país e contaram com o apoio de movimentos sociais, partidos políticos, entidades sindicais e simples cidadãos. Muitos dos manifestantes pediram o imediato impeachment de Jair Bolsonaro por conta de seu negacionismo e combate à vacina.   Na capital paulista (foto), os manifestantes se concentraram em frente à Assembleia Legislativa de São Paulo, antes de sairem em carreata em direção à Praça Franklin Roosevelt pela Avenida 23 de Maio, uma das principais da cidade. Em Curitiba o ato foi convocado pela JS do PDT, apoiada pelos demais partidos e movimentos sociais.

Notícias

Eduardo Chuahy, fundador do PDT, morre de infarto aos 87

Morreu neste domingo (24/1) de infarto, aos 87 anos, o ex-deputado estadual e ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Eduardo Chuahy, um dos fundadores do PDT e principais aliados do governador Leonel Brizola na reconstrução do Trabalhismo. Economista e ex-militar, Chuahy teve os seus direitos políticos e a patente de capitão do Exército cassados em 1964 quando era ajudante de ordens no Gabinete Militar do presidente João Goulart. Eduardo Chuahy foi eleito deputado estadual em 1982 pelo PDT, reeleito em 1986 e presidiu a Assembleia Legislativa do Rio até 1987. O terceiro mandado como deputado foi entre 1990 e 1994, também pelo PDT. Graduado em economia e pós-graduado em Administração Pública, Chuahy foi secretário de Fazenda na Prefeitura do Rio, no mandato de Marcello Alencar, e presidente do Detran do Rio. O atual presidente da Alerj, André Ceciliano (PT), em nota, lamentou a morte de Chuahy: “Fica para nós a memória de um homem público aguerrido e fiel aos seus princípios, de democracia e respeito ao ser humano. Lamentamos sua morte e ofertamos nossas condolências à família”.

Notícias

“Tempos de luta”, homenagem aos 99 anos de Brizola pelo Movimento Negro do PDT

O jornalista Luiz Augusto Erthal, editor do jornal TODA PALAVRA, homenageia um dos maiores líderes políticos do Brasil, Leonel Brizola, que faria neste dia 22 de janeiro 99 anos se fosse vivo, e reproduz a seguir o filme “Tempos de luta”, de Tabajara Ruas, disponibilizado na internet pelo Movimento Negro do PDT. O filme mostra a trajetória do gaúcho de Carazinho que sucedeu os presidentes Getúlio Vargas e João Goulart – seu cunhado – na liderança e condução do Trabalhismo brasileiro. Dono de uma coragem que só se equiparava à sua própria coerência política, Brizola conquistou ao longo da vida a admiração do povo, o respeito dos adversários honestos e o ódio das elites brasileiras e dos imperialistas estrangeiros. Governador por dois estados, plantou escolas no Rio Grande do Sul, onde construiu 6.300 unidades, e no Rio de Janeiro, estado que governou duas vezes e que viveu, com ele, a experiência revolucionária dos Centros Integrados de Educação Pública – os Cieps, ou Brizolões, como foram apelidados pelo povo -, projeto que foi destruído pelo ódio político e pelo medo que até hoje apavora as nossas elites: a emancipação definitiva do povo brasileiro através da Educação.

Notícias

Liderada por José Bonifácio, vacinação contra Covid-19 começa em Cabo Frio (RJ)

O prefeito de Cabo Frio (RJ), José Bonifácio (PDT), liderou, na quarta (20), o começo da vacinação contra a Covid-19. A enfermeira Teresinha Correia da Silva, de 51 anos, servidora do centro cirúrgico do Hospital Municipal São José Operário, foi a primeira beneficiada com a CoronaVac.  Como o primeiro lote de vacinas é pequeno, 2.533 doses, estima-se que ele termine antes do final de semana antes de completar a aplicação nos profissionais da linha de frente da saúde e nos idosos residentes em instituições de longa permanência. “A Teresinha recebeu a primeira dose da vacina contra o Coronavírus em Cabo Frio. Mulher, negra e enfermeira há 28 anos. Viva a vida! Viva o SUS!”, celebrou José Bonifácio. A enfermeira relatou a emoção por representar os demais profissionais, que estão atuando intensamente durante toda a pandemia, bem como a confiança na vacina do Instituto Butantan. ” Nós, profissionais de saúde, estamos sofrendo muito nesta pandemia. Perdemos colegas, tivemos nossas vidas alteradas no trabalho e dentro de casa. Sem dúvidas, a vacina nos traz esperança. Ela é segura e todos devem tomar”, afirmou Teresinha após receber a vacina.

Notícias

Apio Gomes escreve sobre Brizola: “Obrigado, dona Joana”

Apio Gomes, jornalista que trabalhou com Brizola, escreveu o artigo “Obrigado, dona Joana”, que vale a pena ler na íntegra. “Há exatos 99 anos, dona Joana foi a primeira de nós a ter contato com aquele menino que nasceu Ataliba e se fez Leonel por sua própria vontade. Ao ouvir aquele primeiro choro, não tinha a noção de que estava trazendo ao Brasil aquele que seria o maior de nossos políticos da segunda metade do século 20; que construiu mais de seis mil e quinhentos estabelecimentos escolares – da mais simples sala de aula rural à futurista Universidade do Norte Fluminense. Semeou a cultura. Este engenheiro por formação, filósofo por vocação e político por convicção nunca esqueceu suas raízes: “Eu, por exemplo, sou um que fala, porque eu venho de uma família humilde, lá do interior perdido, lá do interior profundo da vida brasileira – onde não registravam nem os filhos; onde não havia assistência médica; onde as mulheres tinham os seus filhos com parteiras práticas ali da região. Não havia escola, não havia médico, não havia nada. Eu me criei assim, neste ambiente. Eu sei o que é. Eu sei o que é não ter um sapato – não ter um tamanco para usar. Andar de pé no chão”. Leia mais.

Notícias

Brizola, que faria 99 anos, apostou no futuro do Brasil ao construir os Cieps

“Dos CIEPs hão de sair aqueles homens e mulheres que irão fazer, pelo povo brasileiro e pelo Brasil, tudo aquilo que nós não conseguimos ou não tivemos coragem de fazer”, afirmou em 1986 o então governador do Rio de Janeiro, Leonel Brizola, no prefácio de “O Livro dos CIEPs”, assinado por Darcy Ribeiro, seu vice-governador. Nesta sexta-feira (22), o ex-presidente nacional do PDT completaria 99 anos. Nesta data é importante lembrar as palavras escritas por ele na apresentação do “Livro dos Cieps”, sobre as crianças e o compromisso dos governantes do Brasil com o futuro delas: “Elas representam o que o Brasil tem de maior valor e, também, os nossos próprios destinos, como nação livre e democrática, empenhada na construção de uma existência digna para todos os seus filhos”,disse. Para Brizola, escolas públicas de horário integral – idéia de Darcy Ribeiro inspirado em Anísio Teixeira, viabilizada por ele – questionavam por dentro a realidade social injusta que vivemos no Brasil .

Notícias

Prefeitura de Japeri iniciou vacinação contra Covid-19 na última quarta-feira

A prefeita Fernanda Ontiveros (PDT), disponibilizou vacinas CoronaVac, contra Covid-19, para profissionais de saúde e idosos como determinam as normas do Ministério da Saúde. Às 8h06 desta quarta-feira (20) a primeira dose foi aplicada em Japeri, cidade da Baixada Fluminense do Rio de Janeiro aplicada em Ruth Valentim (56) – funcionária da rede municipal de saúde – na Unidade Mista de Engenheiro Pedreira, no bairro Mucajá. “É a esperança, a vitória do SUS, do cuidado, da vida, que sempre vai prevalecer”, afirmou Ruth, servidora da saúde que atua há mais de 30 anos na área. Ao valorizar o início da campanha pública, Fernanda Ontiveros, que é médica e recém-eleita, ressaltou a satisfação e o comprometimento com a proteção da população e o enfrentamento do coronavírus. “A felicidade é dupla. Como médica, estava na linha de frente, antes mesmo da candidatura. E hoje, como gestora, a gente sabe da nossa responsabilidade de executar, pois estamos na ponta”.

Notícias

Portugal: Rodrigo Neves inicia projeto de pesquisa sobre pandemia do Covid

O ex-prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, começou neste mês, em Portugal, um projeto de pesquisa sobre os impactos e reflexos da pandemia do Covid-19 nas cidades. A iniciativa do sociólogo foi estruturada a partir do convite, da Universidade de Coimbra, para realização de doutorado. “Iniciando um novo ciclo dedicado à vida acadêmica e a projetos no setor privado e no terceiro setor. Recebi um convite muito honroso da universidade fundada em 1290 e patrimônio da humanidade pela difusão mundial do saber. Iniciei projeto de pesquisa sobre a pandemia nas cidades e pós-pandemia, no âmbito do programa de doutorado do Centro de Estudos Sociais da UC”, afirmou. “A ciência tem sido decisiva para evitar uma catástrofe ainda maior nessa grave crise sanitária e é importante que a sociologia, a epidemiologia, a economia, o urbanismo, dentre outros ramos da ciência, reflitam sobre o presente e o futuro das cidades no século XXI, levando em conta, inclusive, a possibilidade de pandemias intermitentes”, completou.

Notícias

Roberto Amaral escreve: ‘Os militares, seus crimes e a tentatação autoritária’

O  general comandante do exército não gostou do artigo “Na pandemia, exército volta a matar brasileiros”, de Luiz Fernando Viana, (Época. 17.1.2021) e mandou o general chefe do centro de comunicação social do exército responder à revista. O subordinado cumpre à risca o mandato do chefe, e, no melhor (embora canhestro) estilo do velho e expurgado florianismo, ou lembrando os tempos do grotesco marechal Hermes da Fonseca, mais que  defender a corporação, supostamente injuriada,   desanca o jornalista acusado de blasfêmia e tenta intimidar a revista, ou seja, investe contra a  liberdade de imprensa: “(…) o Exército Brasileiro exige imediata e explícita retratação dessa publicação, de modo a que a Revista Época afaste qualquer desconfiança de cumplicidade com a conduta repugnante do autor e de haver-se transformado em mero panfleto tendencioso e inconsequente”. O segundo general, por força do hábito, certamente,  se expressa como se estivesse dando ordem a um subordinado.

Notícias

Produção da CoronaVac já está parada por falta de insumos no Instituto Butantan

Brasil enfrenta dificuldades para importar o ingrediente farmacêutico ativo para que novas doses continuem a ser produzidas nacionalmente e o Instituto Butantan já está com a sua produção parada pela falta do ingrediente farmacêutica (IFA)  para a produção de novas doses da CoronaVac. Na tentativa de acelerar o envio dos insumos chineses ao Brasil, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, reuniu-se com o Embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, que confirmou que a carga ainda não foi liberada no seu país por questões técnicas, embora Maia tenha informado também que o governo brasileiro não tomou nenhuma iniciativa para tentar apressar essa liberação. Desde o último domingo (17), o instituto aguarda a chegada de insumos da China após terminar de envasar as 4,8 milhões de doses que estavam sendo produzidas nacionalmente.

Barra Lateral

Lupi, em vídeo, homenageia Brizola pelos seus 99 anos

“Brizola, você está na nossa memória, no nosso coração e, principalmente, na nossa vontade de servir ao povo brasileiro.” Com um depoimento emocionado, o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, homenageou o nascimento do líder trabalhista e fundador do partido, que, nesta sexta-feira (22), completaria 99 anos e anunciou que ano que vem, nos 100 anos do nascimento dele, o PDT promoverá um grande encontro em Brasília, na sede nacional do partido.

Barra Lateral

Complexo industrial da saúde pode vencer o coronavírus, gerar empregos e desenvolver o país

O deputado federal Chico d’Angelo, médico, fala neste artigo sobre a janela de novas oportunidades que se abre para o Brasil com o desenvolvimento de novas plantas industriais no país a partir do combate ao Coronavirus. No entanto, “quando o novo coronavírus chegou ao Brasil, o presidente da república reagiu da pior maneira possível, desdenhando das advertências que a comunidade científica internacional fazia a todos os países sobre a gravidade daquela pandemia”.