Centro de Memória lança curso virtual estruturado no legado do Trabalhismo


Bruno Ribeiro
14/11/2022

Formação política pode ser realizada gratuitamente através de aulas no site da ULB

O Centro de Memória Trabalhista (CMT) lançou, neste domingo (6), o curso de formação política “Do positivismo ao Trabalhismo do século XXI”. Através de aulas gratuitas disponibilizadas na Universidade Aberta Leonel Brizola (ULB), o público poderá conhecer, em detalhes, a contribuição da corrente política do PDT desde o século XX.

Resgatando uma história popular iniciada na década de 30 e enraizada na sociedade brasileira, o CMT mostra, em 13 episódios, conquistas e lutas das gestões trabalhistas, incluindo as de Getúlio Vargas e João Goulart na presidência da República, bem como de Leonel Brizola nos governos do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro.

“O curso aborda a nossa história, de onde viemos, o que representou Vargas, João Goulart, Alberto Pasqualini, Leonel Brizola, enfim, esses vultos da história que foram a base de nossa formação política e ideológica”, pontuou Carlos Lupi, presidente nacional do PDT, no encarte de divulgação.

“Sim, nós temos História, e com letra maiúscula. História esta lavada em sangue, em desprendimento e de um profundo amor à brasilidade e às causas mais caras de nossa gente”, acrescentou Manoel Dias, secretário-geral do partido.

Na introdução do produto pedetista, Henrique Mathiensen, coordenador do CMT, salientou que a trajetória trabalhista é repleta de “percalços, embates, conquistas, retrocessos e avanços”.

“Em quase um século de existência, buscou suas raízes no Positivismo e no tripé principiológico de: soberania nacional, direitos sociais e desenvolvimento econômico”, contextualizou, ao destacar a contribuição dos historiadores Wendel Pinheiro e Francisco Foureaux.

Acesse o site da ULB para conferir as aulas, bem como o encarte com mais detalhes do curso: Do positivismo ao Trabalhismo do século XXI.