Fundação Leonel Brizola cria grupos virtuais de estudo sobre Trabalhismo


Bruno Ribeiro
14/11/2022

Em parceria com Centro de Memória e ULB, projeto é executado através do WhatsApp

Após o lançamento do curso virtual de formação política “Do positivismo ao Trabalhismo do século XXI”, a Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini (FLB-AP) criou grupos de estudo sobre o tema. Com o apoio do Centro de Memória Trabalhista (CMT) e da Universidade Aberta Leonel Brizola (ULB), o projeto foi idealizado pelas vice-presidências de Sergipe e Piauí e executado através do WhatsApp.

Com atividades programadas para às terças e quintas-feiras, das 21h às 22h, os participantes poderão discutir cada um dos 13 episódios, que incluem análises sobre a evolução da corrente política balizadora do PDT em paralelo com momentos marcantes da história brasileira.

“O curso traz um panorama geral sobre o legado do Trabalhismo brasileiro. É uma síntese da nossa história”, disse Gerri Araújo, vice-presidente da FLB-AP em Sergipe.

“Os Trabalhistas precisam se unir e fortalecer essa corrente ideológica que deverá devolver o país aos trilhos do desenvolvimento”, completou Amanda Costa, vice-presidente da FLB-AP no Piauí.

Sobre a formação continuada de lideranças e militantes, o coordenador do CMT, Henrique Matthiesen, afirmou que o processo garante ao PDT a preservação do seu legado.

“A história do partido mostra um ininterrupto protagonismo desde as gestões de Getúlio Vargas. Esse movimento se renova e está cada vez mais forte com a contribuição de cada pedetista”, comentou.

Para participar dos debates, clique aqui e garanta uma vaga.