Viva Brizola!

Há 99 anos, no dia 22 de janeiro de 1922, nascia no Brasil aquele que viria a ser sua principal e mais histórica liderança política: Leonel de Moura Brizola. E hoje, no seu aniversário, é impossível não destacar o que é fato: mesmo que não agradasse a todos, especialmente quem fazia parte da elite brasileira, Brizola foi importante, corajoso e necessário para o Brasil. Doa a quem doer.

Nenhum político foi por tanto tempo, e isso quer dizer até hoje dia 22 de janeiro de 2021, foi tão amado pelo povo brasileiro ou é lembrado com carinho como um defensor dos trabalhadores e do país. Uma liderança que não se curvava e enfrentava com coragem cada desafio tendo sempre como bandeira a igualdade, a educação e o trabalho. Para todos.

Em nossas mentes e corações que tivemos a honra de conviver mais de perto com ele e acompanhar a sua luta política repleta de vitórias, Brizola é muito mais do que só alguém que viveu entre nós. Brizola é um pensamento, uma entidade que existirá muito além dos tempos e prova disso que é lembrado e muitas vezes quase convocado a governar o país, ano após ano, dia após dia por muitos brasileiros.

Brizola não pertence a grupo social ou partidário, mas sim, ao povo brasileiro a quem tanto se dedicou. Pertence à humanidade, à América Latina e ao Brasil onde tanto amou e foi amado. De Norte a Sul, do Rio de Janeiro ao Rio Grande do Sul. O único a se eleger por dois estados.

Embora muitos fariseus usem seu nome em projetos medíocres, fisiológicos, o verdadeiro Brizola segue vivo e vigilante de tudo o que acontece, protegendo e ensinando àqueles que querem o melhor dessa gente e dessa terra. Precisamos ouvi-lo colocando em prática, tirando as amarras e dando o acesso às riquezas deste país para todos, como ele sempre defendeu.

(*) Lauri Bernardes  é presidente do Movimento Cultural Darcy Ribeiro no RS