Rodrigo Neves: “Se PDT de Niterói e aliados continuarem unidos ganharemos em 2020”

“Não tenho dúvida de que se a gente tiver juízo aqui – e todos que estão aqui têm – e mantivermos a unidade do PDT com as forças aliadas, elegeremos o próximo prefeito de Niterói para dar continuidade à atual administração”, afirmou o prefeito Rodrigo Neves (PDT) nesta quinta-feira (29/8) ao se dirigir aos cerca de 500 militantes que lotaram o auditório do Clube dos Dirigentes Lojistas, no Centro.

Rodrigo foi o último orador do evento convocado pelo diretório municipal do PDT para que se apresentassem, à militância, os 32 pré-candidatos a vereador já inscritos no Partido para a próxima eleição. Também participaram do encontro secretários municipais – alguns deles apontados como possíveis pré-candidatos a prefeito; vereadores da base governista que vão a disputar a reeleição; e aliados políticos de diferentes legendas.

– “Estou feliz de estar aqui com vocês e quero agradecer a cada um dos presentes, quando estamos iniciando nossa jornada rumo a 2020. É muito bom a gente estar junto, olho no olho, sentindo a confiança e a energia; saber quem está combatendo do nosso lado – porque sabendo que a gente está no caminho certo, fica com ânimo redobrado”, discursou Rodrigo, depois de lembrar que está na militância política desde os 14 anos. Conhece o jogo.

“Mantendo a unidade do PDT com as forças políticas aliadas não tenho dúvida de que elegeremos o próximo prefeito de Niterói, garantindo a continuidade da atual administração”, argumentou Rodrigo, frisando que Niterói é uma cidade muito cobiçada, pelo fato de estar com as contas em dia e com mais de um bilhão em caixa: “uma espécie de galinha dos ovos de ouro. No Brasil, somente São Paulo tem tanto para investir”.

Rodrigo destacou também:

– “É importante lembrar que em momento tão difícil para o Brasil, nosso governo atravessou a pior crise do país e do Estado do Rio construindo escolas – foram 25 no total; matriculando todas as crianças em idade escolar; e estamos levando água e esgoto para todas as casas e todos os bairros de Niterói”.

Rodrigo alertou aos companheiros que a luta eleitoral vai ser dura. “Não desejo para o meu pior inimigo o que fizeram comigo. Como pode um prefeito que pega a cidade com 400 milhões de dívidas, pagar tudo, guardar em caixa um bilhão para gastar com educação e saúde, ser preso como fui? Isto já passou, mas não posso deixar lembrar que, duas horas depois de me prenderem, foi apresentado na Câmara um pedido de impeachment com mais de 150 páginas escritas”, lembrou, indiretamente, citando a conspiração da qual foi vítima.

Rodrigo também exaltou o PDT. “Quero dizer a vocês que estão se integrando hoje ao PDT que podem estufar o peito, erguer a cabeça, porque estão entrando no partido que mais tem história neste país. Fiz opção pelo PDT depois de profunda reflexão sobre o momento histórico que estamos vivendo: estão entregando o Brasil; estão vendendo nossas estatais a preço de banana, comprometendo o Brasil do futuro. Estão destruindo os direitos trabalhistas; estão destruindo a Educação. Este partido é de luta, tem longa história na defesa da soberania, dos direitos trabalhistas: temos que nos orgulhar de levar adiante o legado de Brizola e Darcy Ribeiro em defesa da educação”.

Acrescentou que pretende incentivar a realização de cursos de formação política para todos os candidatos do PDT, porque eles não só precisam conhecer a história do partido, como as realizações do governo: “o discurso tem que estar na ponta da língua”. E concluiu dizendo: “Sejam bem-vindos ao PDT. A partir de hoje, a ordem é ocupar as ruas de cada comunidade, cada bairro, escolas e locais de trabalho, para que em outubro do ano que vem o PDT faça a maior bancada da Câmara Municipal; além de eleger o prefeito e o vice”.

Neste ato, que durou mais de três horas, também discursaram: o ex-vice-prefeito e atual secretário de planejamento, Axel Grael; a secretária de fazenda, Giovana Victer; o deputado federal Chico D’Ângelo; os vereadores Renato Carrielo (PDT) e Andrigo (Solidariedade); o presidente da JS-PDT, Eduardo Oliveira; o representante do PDT-RJ, Trajano Ribeiro; e o presidente do PDT municipal, Miguel Vitoriano, entre outros.