Recorde no Pré-Sal: um único poço do Campo de Búzios, o 7-BUZ-1-RJS, produziu 69,6 mil barris de petróleo por dia

O poço de petróleo 7-BUZ-10 RJS, no campo de Búzios, operado pela Petrobrás no pré-sal da Bacia de Santos, registrou o maior volume de produção em um único poço de petróleo e gás nacional em setembro, de acordo com a série histórica da Agência Nacional do Petróleo (ANP): aproximadamente 69,6 mil barris de óleo equivalente por dia (BOE/d) no mês.

A produção deste único poço é superior, inclusive, à de quase todos os campos que produziram no país em setembro. Ao todo, apenas oito das 273 áreas que produziram no Brasil no mês entregaram volumes maiores do que o poço recordista.  O campo de Búzios, no início de seu desenvolvimento, já é atualmente o segundo maior campo produtor do país, atrás apenas de Tupi (antigo campo de Lula).

Ao todo, a área produziu 600 mil barris/dia de petróleo e 23,7 milhões de m3/d de gás natural em setembro, por meio de quatro plataformas. O campo está entre os principais focos de investimento da Petrobras. O escopo final do projeto inclui 12 plataformas, sendo que pelo menos quatro já estão em fase de contratação e construção, incluindo o FPSO Almirante Tamandaré, que será a maior unidade de produção da costa brasileira, com capacidade para 225 mil barris/dia de óleo e 12 milhões de m3/dia de gás natural.

De acordo com a ANP, ao todo, o Brasil produziu 2,9 milhões de barris/dia de petróleo no mês e 125,25 milhões de m3/dia de gás natural. A produção total nacional em setembro foi de 3,69 milhões de BOE/dia, a sétima entre os 10 maiores produtores de petróleo do mundo – e está só começando a tirar petróleo e gás do pré-sal, a maior descoberta da industria petrolífera mundial dos últimos 30 anos. Hoje o Brasil produz pouco menos petróleo do que os Emirados Árabes, e já produz mais óleo do que o Irã e o Kuwait. Embora o governo entreguista de Temer/Bolsonaro entreguem, cada vez mais, riquíssimas jazidas de petróleo a estrangeiros.

Para se ter dimensão da riqueza que o petróleo do pré-sal, estimada em muitos  bilhões de barris de petróleo, esse único poço do campo de Búzios, o 7-BUZ-10 RJS, sózinho, produz 16,87 milhões de reais, em petróleo; ou 506.1 milhões de reais por mês; ou ainda, R$ 6,073 bilhões de reais por ano. Recursos que poderiam estar integralmente à disposição do povo brasileiro se o governo entreguista de Bolsonaro, via facilidades para estrangeiros, não estivesse  desmontando a Petrobrás e a vendendo em partes.