Pedro Fernandes visita Mercadão de Madureira no Rio de Janeiro

Ascom Pedro Fernandes
23/08/2018

O dia do candidato ao Governo do estado do Rio de Janeiro, Pedro Fernandes (PDT), começou no Mercadão de Madureira, tradicional ponto da Zona Norte da cidade do Rio. O tema segurança pública dominou a conversa com a população e com os comerciantes, pois o bairro registrou aumento nos índices de violência, comparando janeiro a julho de 2017 com o mesmo período desse ano. O número de homicídios subiu mais de 62% e o de roubo ao comércio cresceu 60%.

“Constatei, mais uma vez, aquele que é o maior drama de todo o estado: a segurança. Essa política falida de enfrentamento que vem sendo implantada precisa ser revista urgentemente. Temos que repor o efetivo das polícias Civil e Militar para colocá-los nas ruas, protegendo a população e aumentando o poder de investigação, para acabar com a certeza da impunidade. Apenas 3% dos crimes são solucionados no Rio de Janeiro. Vamos avançar, dando condições de trabalho a todos os agentes e investindo também em tecnologia e inteligência”, explicou Pedro Fernandes.

Com loja há cinquenta anos no Mercadão, Maria da Glória, 84 anos, e a filha, Rosa Correa, 63 anos, conversaram com Pedro Fernandes sobre as propostas.

“Nesse momento, com tudo muito instável, gostei de ouvir seus projetos para segurança pública. É uma pessoa jovem, com vontade de fazer as coisas e tem toda aquela carga de energia boa para mudar isso aí”, disse Rosa, moradora do Engenho Novo.

Já para José Luiz, 53 anos, morador de Madureira há 40 anos, uma das melhores propostas que ouviu do candidato foi sobre a prática esportiva nas escolas de tempo integral. “Sou faixa preta de ‘taekwondo’ e sei que educação aliada ao esporte faz com que a criança cresça com mentalidade de distanciamento das drogas. Me impressionou a simplicidade dele. Tomara que faça um bom trabalho com a juventude”, disse José, que trabalha como fiscal de uma das lojas do Mercadão.

Encontro com movimentos sociais

Na noite dessa quarta-feira (22), Pedro Fernandes, conversou com representantes dos movimentos do PDT e do PSB, partido que forma a sua coligação. Entre esses movimentos estavam Juventude, Diversidade, Cultura, entre outros.

“Os dois partidos nasceram do movimento: o PDT em defesa da educação e do trabalho e o PSB do movimento camponês. Tenho certeza que essa união dará uma sinergia muito positiva, desde que saibamos manter esse compromisso que nos une. Somos herdeiros de luta e vamos dar continuidade a ela e, para isso, os movimentos sociais são essenciais, porque têm força e representatividade”, disse o candidato a vice-governador Dr. Julianelli (PSB), que também participou do encontro, ao lado de José Bonifácio, candidato ao Senado pelo PDT.