PDT reitera que é contra privatização da Cedae e defende saneamento público no RJ

Carlos Lupi detalha relevância estratégica da companhia estadual de saneamento do Rio

*Por Bruno Ribeiro / PDT-RJ

“Entregar a Cedae é dar prioridade ao lucro privado em detrimento da saúde do povo fluminense”, criticou o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, ao reiterar nesta quinta-feira (29), a posição contrária do partido sobre o leilão da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro, previsto para ser realizado amanhã (30).

“O PDT sempre defendeu a valorização dessa instituição e o investimento estatal em saneamento. Os governos de Leonel Brizola confirmaram essa vocação, pois pensamos no bem-estar social do povo. A tentativa de privatização é mais um ataque direto ao direito à vida de milhões de cidadãos do Rio”, disse.

Segundo o partido, a venda está sendo usada indevidamente, pelo governo do estado, como contrapartida para a prorrogação do Regime de Recuperação Fiscal (RRF), acordo feito, em 2017, que envolve a suspensão temporária do pagamento de dívidas com a União.

Para Lupi, o resultado negativo de sucessivas gestões, nos últimos anos, não justifica a venda de um bem estratégico criado em 1975, após a fusão dos estados da Guanabara e do Rio de Janeiro.

“A Cedae é lucrativa e tem capacidade para cumprir sua missão na plenitude. O que falta é competência e comprometimento do governo, tanto estadual, quanto federal, com o interesse público”, garantiu Lupi.

“É só mais um exemplo do perfil genocida do presidente da República, Jair Bolsonaro. A destruição da saúde dos brasileiros é um projeto reafirmado, diariamente, por esse desqualificado. A pandemia da Covid complementa o pacote de maldades contra o cidadão”, acrescentou, ao relembrar o vídeo divulgado, há quatro anos, na campanha “#NaoAprivatizacaoDaCedae”. Para assistir, clique aqui.