Niterói iniciou com sucesso nesta segunda (1/2) a vacinação de idosos acima de 90 anos

Vacinação contra Covid-19  dos idosos com mais de 90 anos prossegue nesta terça dia 2/2

*Por Bruno Ribeiro / PDT-RJ

Os idosos de Niterói com mais de  90 anos começaram a receber nesta segunda-feira (1/2) a primeira dose da vacina contra a Covid-19 em quatro postos de saúde da cidade por determinação do prefeito Axel Grael (PDT) que decidiu iniciar imediatamente a imunização da população mais vulnerável apesar do ainda limitado número de doses de vacina disponíveis.

De acordo com orientação do Gabinete de Crise criado pela administração municipal, o grupo foi priorizado em função de sua vulnerabilidade  já que os idosos, além dos profissionais de saúde que não estão na linha de frente da luta contra a pandemia, são os mais atingidos pela forma grave da doença.  Segundo as autoridades do setor de saúde da prefeitura de Niterói, há previsão de chegada de novo lote de vacinas já na  próxima quarta-feira (3).

A aplicação, realizada pela Secretaria Municipal de Saúde, está sendo feita em quatro policlínicas municipais: a do  Barreto, a do Vital Brazil, a de taipu e e a de São Lourenço. Logo na chegada, ao se cadastrar, o idoso tem que apresentar obrigatoriamente documento de identidade para comprovar a idade.

Dos municípios do Grande Rio, Niterói priorizou  várias medidas preventivas para evitar a proliferação do vírus como lockdown e foi a única cidade do Rio de Janeiro a apresentar voluntários para testar a CoronaVac desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac e que no Brasil tomou como parceiro, na pesquisa, o Instituto Butantan, de São Paulo. Além disso, logo no início da pandemia e ainda na gestão do ex-prefeito Rodrigo Neves, Niterói suplementou o auxílio emergial do governo federal para evitar o fechamento de pequenas e médias empresas, além de distribuir gratuitamente nas favelas da cidade kit completos de higiena para combater o coronavirus na fase inicial e mais aguda da falta de insumos contra a doença. Niterói, por suas iniciativas contra a doença, recebeu reconhecimentos nacional e internacionais pela eficiência de seu plano municipal de combate a Covid-19.

Nesse sentido, o prefeito Axel Grael mantém a intenção de exigir o cumprimento do contrato já assinado com o Instituto  Butantan, ainda na gestão de Rodrigo Neves, para a aquisição de 1,1 milhão de doses da Coronavac para imunizar toda a população da cidade – compra cuja entrega das vacinas foi prejudicada em função da centralização determinada pelo governo federal através do Plano Nacional de Imunização.

O lote de vacinas destinado a Niterói ficou indisponível em dezembro.

(Com colaboração de OM)