Martha Rocha vai presidir CPI contra intolerância religiosa no RJ

Deputada do PDT indica que comissão buscará proposições para combater o aumento dos crimes

A deputada estadual Martha Rocha (PDT) presidirá a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar casos de intolerância religiosa em todas as regiões fluminenses. A instalação ocorreu, nesta terça-feira (18/05), na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

“Depois de muita luta, uma conquista necessária! Tenho articulado pela CPI, há alguns meses, e ela foi instaurada. Vamos apurar as causas e consequências desses crimes no estado e buscar alternativas para evitar essas ações que se traduzem em crime de ódio”, destacou a pedetista.

Ainda de acordo com a parlamentar, de 2015 a 2019, foram registrados pela Polícia Civil cerca de 6.700 crimes por esse tipo de atitude. Em 2020, verificou-se 1.355 casos, segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP).

A deputada Tia Ju (REP) ocupará a vice-presidência e o deputado Átila Nunes (MDB) será o relator. O grupo também é composto pelos deputados Waldeck Carneiro (PT), Carlos Minc (PSB), Noel de Carvalho (PSDB), e pelas deputadas Dani Monteiro (Psol), Renata Souza (Psol), Monica Francisco (Psol) e Adriana Balthazar (NOVO).