Lupi: Rodrigo Neves, candidato a governador em 2022, será o “Ciro do Rio”

Gestão de Rodrigo em Niterói impulsiona ex-prefeito na disputa ao Palácio Guanabara

O sucesso da continuidade das gestões do PDT em Niterói (RJ) a partir de 1986 incluindo os dois mandatos do ex-prefeito Rodrigo Neves, colocam Rodrigo  como um dos principais pré-candidatos ao governo do Rio de Janeiro em 2022. O presidente nacional do partido, Carlos Lupi, fez esta  avaliação sábado passado (12) no programa “Café com Lupi”, transmitido nas redes sociais; ao também comparar Rodrigo Neves ao presidenciável Ciro Gomes.

“Quero ver essa experiência de Niterói se expandir para o Estado. Quero ver Rodrigo governador, vou lutar por isso. […] Ele é meu Ciro [Gomes] do Rio de Janeiro”, destacou, ao receber Neves no “Café com Lupi”. A experiência dele no executivo e no legislativo – foi deputado estadual, secretário estadual e prefeito  – está acompanhada de um profundo conhecimento, segundo o ex-ministro do Trabalho e Emprego, sobre a realidade fluminense.

Na opinião de Lupi, Rodrigo Neves é “marca da competência” e será um dos principais palanques de Ciro no Sudeste.

“Você está preparado, tem toda a visão estratégica do estado, do interior, da região metropolitana. […] Você está preparado. Você é um servidor público. Dia 05 de julho vamos fazer uma reunião no PDT para discutir um programa e falar sobre candidatura. Rodrigo, não tema nada e nem a ninguém. Obrigado por compartilhar o Café com o Lupi com o futuro governador do Rio”, projetou, ao priorizar temas como educação, trabalho, responsabilidade social e desenvolvimento econômico e, consequentemente, configurar um palanque de peso para Ciro no Sudeste e.

Ao agradecer o apoio, Rodrigo Neves salientou a importância da organização conjunta do PDT e do campo democrático, principalmente com prefeitos, deputados, vereadores e lideranças, para oferecer aos cidadãos soluções concretas para as sucessivas crises instaladas no estado.

“O mais importante agora é a gente conversar dentro do PDT. Temos pessoas competentes no partido: a Marta Rocha, que faz um trabalho excelente; José Bonifácio em Cabo Frio; o Axel Grael, em Niterói; o Caio Viana em Campos; a Fernanda, em Japeri, pontuou.

“Uma grande tradição. Temos que dialogar com o partido e com as forças políticas no campo democrático para construir um programa de avanços”, acrescentou o pedetista, que está concluindo o doutorado, na Universidade de Coimbra, em Portugal, sobre os impactos e reflexos da pandemia da Covid-19 nos municípios.

No encontro virtual, Lupi e Neves acertaram uma visita à São Borja (RS), no próximo dia 21 de junho. Na cidade, reconhecida como o berço do trabalhismo, estão enterrados os ex-presidentes da República, Getúlio Vargas e João Goulart (Jango), bem como o presidente de honra do PDT e ex-governador do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul, Leonel Brizola.

(por Bruno Ribeiro)

Para assistir ao programa na íntegra, clique aqui.