Lideranças do PDT na Região Serrana discutem ações integradas

Fortalecimento das direções municipais potencializará projetos estadual e nacional, com Ciro Gomes  

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, reuniu lideranças da Região Serrana do estado do Rio de Janeiro para discutir, nesta sexta-feira (21), a construção de ações integradas a partir do fortalecimento das direções e pré-candidaturas locais. O encontro ocorreu na sede da Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini (FLB-AP), no Centro da capital.

Com o apoio do coordenador do partido no Norte Fluminense e ex-deputado estadual, Wanderson Nogueira, Lupi, que também é presidente estadual, destacou a importância estratégica da região, incluindo duas cidades: Bom Jardim e Cordeiro. Ambas foram representadas, no encontro, pelos novos presidentes municipais: Jackson Vogas e Marcos Paulo Barrias, respectivamente.

“A construção que avança, na Região Serrana, está alinhada com as projeções estabelecidas para o estado e o Brasil. Com organização, qualificação e mobilização, alcançaremos resultados expressivos nas eleições de 2022”, projetou, ao lado do secretário-geral no estado, Ismael Lisboa.

“Ciro Gomes terá, no Rio, um palanque representativo na disputa presidencial. O PDT fará a diferença nas disputas para o governo, Câmara dos Deputados e Senado Federal”, acrescentou Lupi, que incentiva a possível candidatura de Wanderson Nogueira a deputado federal.

A sigla está dedicada, segundo Wanderson, para oferecer soluções, de médio e longo prazos, para os cidadãos fluminenses.

“Fazer uma construção regional a partir dessa visão de desenvolvimento nacional, que vem do local para o global, e respeitando o espírito trabalhista e o legado do histórico pedetista pela educação”, detalhou o pedetista, que recebeu, de Lupi, um exemplar da trilogia “Era Vargas”, escrita pelo escritor e jornalista José Augusto Ribeiro.

(por Bruno Ribeiro)