Leia a ata da fundação do PDT em encontro na sede da ABI

Reunião liderada por Leonel Brizola debateu a nomenclatura do partido e a formação da direção nacional

*Por Bruno Ribeiro / PDT-RJ

A história do trabalhismo ganhou há 41 anos, no dia 26 de maio de 1980, um novo marco. Liderados por Leonel Brizola, 257 representações nacionais se reuniram no edifício da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no Centro da cidade do Rio de Janeiro, para formalizar a fundação do Partido Democrático Trabalhista (PDT). Registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a ata foi resgatada pelo Centro de Memória Trabalhista (CMT).

Na abertura do encontro, Brizola, eleito presidente, fez um relato sobre a situação política brasileira e esclareceu que foram realizadas atividades preparatórias, incluindo a “sugestão de várias denominações partidárias e respectivas siglas”.

“Debatido amplamente o assunto e submetido a votos, os fundadores, entendendo que o uso da denominação partidária e siglas propostas não induziriam o eleitor a engano ou confusão, aprovaram por unanimidade, como nome do partido e respectiva sigla, PARTIDO DEMOCRATICO TRABALHISTA – PDT”, detalha o documento.

Com a aprovação do manifesto de lançamento, do programa e do estatuto, os presentes avançaram para a votação e posse da Comissão Diretora Nacional Provisória, que contou com onze membros escolhidos: Leonel de Moura Brizola; Armindo Marcílio Doutel de Andrade; Lidovino Antônio Fanton; Alceu de Deus Collares; José Frejat; Benedicto Cerqueira; Suzanna Thompson Flores Pasqualini; José Guimaraes Neiva Moreira; Francisco Waldir Pires de Souza; Antônio Guaçu Dinaer Piteri e Darcy Ribeiro.

Confira a ata, na íntegra, ATA DE FUNDAÇÃO DO PDT