José Antônio Gerheim: O dia, em 1990, que Leonel Brizola trocou Jamelão por Beth Carvalho

Por José Antônio Gerheim (*)

O ano era o ano de 1990 e estávamos à noite na sede da Produtora de Alexandre Tanko , na Rua Ypu em Botafogo para dar inicio aos trabalhos de produção e edição do programa de televisão para o horário eleitoral que traria de volta ao governo do Estado do Rio de Janeiro o nosso líder eterno Leonel Brizola.

Entre outros sentados na ilha de edição aguardando a chegada de Brizola eu, o diretor do programa Luiz Antonio Nascimento, o diretor geral de publicidade e propaganda, José Antonio Leão Ramos, da Abaeté Propaganda, o redator Toninho Neves, e o produtor Sady Motta.

É que iria ser apresentado ao governador para sua aprovação ou não o samba da campanha chamado A Força do Povo, que fora gravado pelo famoso Jamelão, que também era o puxador de samba da Mangueira nos desfiles do carnaval.

Brizola chegou acompanhado do tesoureiro do partido Rafael Peres Borges e de Cibilis Viana. Feitas as apresentações apagou-se a luz ligou-se o vídeo e o vozeirão de Jamelão ecoou no recinto> “Brizola guerreiro vou lutar por você”, Brizola é a força do povo que unido começa de novo”. Brizola não deu um sorriso, não aplaudiu, ficou em silencio tão logo as luzes se acenderam. Perguntou apenas se havíamos gostado e porque escolheram esse intérprete. Deu boa noite, desejou bom trabalho a todos.

É claro que entendemos que ele havia desaprovado o trabalho, principalmente porque antes de sair em direção ao carro que o levaria de volta a Copacabana virou-se e perguntou: onde anda aquela nossa cantora, que tanto gostamos de ouvir em nossos eventos, como é mesmo o nome dela Gerheim? Ah lembrei Beth Carvalho.

Recado dado, missão a ser cumprida. Uma correria só mas a experiente equipe se virou, Beth abriu uma brecha na agenda e regravou no saudoso estúdio Timbre o samba e o clipe que o povão na campanha cantava a todo o momento que Brizola saia em campanha por esse Rio afora. Esse sim é um samba que eu gosto do jeito que eu gosto avaliou com um sorriso maroto o nosso governador que voltou ao Guanabara nos braços do povo e com Beth cantando “Brizola é a Força do Povo´que unido começa de novo”.

Ontem neste triste 30 de abril de 2019, véspera de mais um feriado do Dia do Trabalhador, tão perseguido em seus direitos, suas conquistas desde o fatídico golpe de 2016, a nossa grande sambista, brizolista de primeira hora, foi se encontrar com seu e nosso líder eterno.

Mais uma estrela a brilhar na constelação do Universo para juntos abençoar nossa luta que aqui haveremos de continuar em defesa de nosso povo, de nosso país, de nossa soberania.

(*) José Antonio Gerheim é jornalista.

 

Fonte: Zap do Movimento dos Aposentados, Pensionistas e Idosos do PDT