Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini discute crise prisional no Rio

A FLB-AP promoveu no fim da tarde de ontem na sede do PDT – RJ o primeiro debate de sua nova programação anual. O evento que pertence ao programa de formação Trabalhismo em Diálogo discutiu o “Sistema Carcerário – Crise e Novas Abordagens”, e desejou trazer algumas informações e reflexões sobre esta agenda que persiste sendo uma das mais difíceis da administração pública. O noticiário nacional esta repleto de notícias sobre a atual crise, versando sobre muitos problemas, como superlotação, rebeliões, falta de respeito aos direitos humanos dos presos e mesmo políticas de valorização salarial e de condições de trabalho dos servidores da área.
No evento participaram dois especialistas na temática da questão carcerária. Um deles, o professor da UFRJ, escritor e documentarista, Fábio Samu, fez um excelente relato histórico das condições dos institutos prisionais e os processos que derivaram na formação das facções criminosas nos moldes atuais. O representante do grupo – Eu Sou Eu: reflexos de uma vida na prisão – e ativista de direitos humanos, Samuel Lourenço Filho contribuiu com informações sobre as dificuldades enfrentadas no processo de ressocialização impedindo a garantia de direitos aos presos e revelando uma face bastante perversa e ineficiente do sistema carcerário, dentre outras reflexões bastante pertinentes.
Fez parte da mesa como mediador o cientista político Everton Gomes, presidente nacional da Juventude Socialista e vice-presidente da FLB-AP/RJ, que disse: “nossa fundação esta repaginando as atividades no Rio de Janeiro. Assumi a vice-presidência com muito entusiasmo e tendo como desafio aperfeiçoar os mecanismos da formação política do PDT/RJ, agregando novos colaboradores. Queremos que nosso thik thank trabalhista seja um espaço privilegiado para a construção do pensamento crítico, para a inovação e a troca de ideias. Penso que o resultado deste primeiro trabalho permitido um bom pontapé inicial para o novo modelo.”.
Presentes ao debate o vice-presidente nacional do Movimento Negro do PDT, Luís Eduardo Negrogun, o vice-presidente do PDT Metropolitano/Rio, Augusto Ribeiro, representantes da Juventude Socialista, do PDT Diversidade, além de alguns ativistas da questão carcerária e militantes do PDT.
O programa Trabalhismo em Diálogo promove debates sempre nas terceiras terças – feiras do mês, sempre às 18hs, na sede do PDT-RJ. O próximo evento discutirá no dia 18 de abril as reformas trabalhista e da previdência.
Fonte: Comunicação JSPDT/RJ
Fotos: JS/RJ

Related posts