Fernanda Ontiveros, prefeita de Japeri, foi um dos convidados do ‘Café com Lupi’ deste sábado

Roberto Cláudio e Fernanda Ontiveros falam sobre suas experiências no Executivo municipal

Neste sábado (17), o “Café com Lupi” reuniu experiência e inovação na gestão de prefeituras. Para falar sobre os desafios da chefia do Executivo municipal, foram convidados o ex-prefeito de Fortaleza (CE), Roberto Cláudio, e a atual prefeita de Japeri (RJ), Fernanda Ontiveros. O programa liderado por Carlos Lupi, presidente nacional do PDT, levantou o debate invariavelmente influenciado pelo cenário pandêmico em que se encontra o Brasil.

Fernanda é a primeira mulher eleita prefeita de Japeri. Médica, ela iniciou sua gestão em meio à crise do Covid-19 e, logo de início, teve de lidar com demandas urgentes da população. Em uma cidade onde grande número de pessoas vive com parcos recursos, a paralisação do comércio representa o agravamento da dificuldade de sobrevivência para muitas famílias. Ciente disso, a prefeitura, embasada em estudo epidemiológico, conseguiu garantir a circulação da economia.

“Optamos por não fechar o comércio por termos uma população muito carente, que depende muito [do comércio] – infelizmente, mais da metade da população aqui vive abaixo da linha da pobreza. Ao mesmo tempo, a gente também foi para a rua, distribuímos mais de 30 mil kits com álcool e máscaras, colocamos mais de 80 pessoas na rua para fazer fiscalização quanto ao horário estipulado pelo decreto, coibimos muitas festas clandestinas”, explicou a prefeita.

Lupi completou a fala de Fernanda, afirmando a necessidade da ação do Poder público nesse momento e aproveitou para relembrar como o povo deve se comportar frente a pandemia. “A presença da prefeitura, da gestão, é fundamental. E a gente sempre recomendando: usa máscara, não se aglomera, só vá para a rua quando for extremamente necessário, todo cuidado. Isso não é brincadeira, tem muita gente morrendo”, acrescentou.

Coesão foi um conceito trazido ao debate por Roberto Cláudio. O ex-prefeito de Fortaleza por dois mandatos consecutivos foi categórico ao afirmar que na gestão do Executivo é preciso alinhar ações para que exista efetividade. Como péssimo exemplo, apontou a atuação do Governo Federal e aproveitou para elogiar prefeitos e governadores que, a revelia da União, tem lidado com a crise em seus territórios.

“Essa é uma oportunidade do Brasil democraticamente produzir união, coesão, chamar cientistas, academias, instituições democráticas, governadores e prefeitos e produzir um pacto óbvio pela vida, em defesa das pessoas, da economia e da retomada do crescimento […] Quem tem cumprido o papel em substituição a ausência de um estado nacional forte, agregador, pacificador e promotor da união nacional tem sido governadores e prefeitos”, afirmou Roberto Cláudio.

O ex-prefeito de Fortaleza também afirmou que a boa gestão de um prefeito passa pela atenção ao povo e as suas demandas. Segundo ele, é preciso dividir o tempo de gabinete com o tempo na rua, onde o dia-a-dia apresenta situações inusitadas e queixas legítimas que podem passar despercebidas por uma administração distante.

Para saber mais do que rolou no “Café com Lupi”, veja o programa completo abaixo.