Esquerdas (PDT, PT, PC do B, PSB, PV, REDE e Cidadania) pedem impeachment de Bolsonaro no programa ‘Janelas da Democracia’

Com adesão do PT e do PC do B, já são sete os partidos da esquerda democrática pelo impeachment de Bolsonaro

Hoje, terça-feira, 14 de julho, às 19h30, o Brasil inteiro pode acompanhar a materialização de um sonho comparável ao da  luta pelas Diretas-Já, quando os sete partidos da esquerda democrática brasileira deixarão as divergências de lado para focar no objetivo comum de pedir o impeachment de Jair Bolsonaro.

A terceira edição deste evento terá 60 minutos de duração e o seu objetivo é dar voz à indignação dos brasileiros com os crimes e o apagão administrativo do atual governo, além de pressionar o Congresso a, com base na Constituição Federal, iscutir o impeachment de Bolsonaro.  Até agora  48 pedidos de impedimento já foram encaminhados à presidência da Câmara Federal, onde estão paralisados. Por isto o “Janelas pela Democracia” pretende reforçar a pressão social até que o Congresso decida apreciar esses pedidos.

A primeira edição do Janelas pela Democracia foi realizado no dia 19 de maio último, promovido pelo PDT, PSB, PV, e Rede Sustentabilidade. A segunda edição, no dia 18 de junho, quando o Cidadania (ex-PPS) se juntou ao grupo. Hoje , 14/07, às 19h30, na terceira edição, PC do B e PT complementam a coligação pelo impeachment de Bolsonaro  e seu governo entreguista.

Também a partir de o hoje a ideia é que as lives passe  a ser quinzenais, com o objetivo de intensificar a propagação desta ideia e aumentar a pressão dos brasileiros pelo respeito à Constituição, às instituições democráticas e também à vida.

O formato das edições anteriores permanece, com a participação de presidentes e líderes dos sete partidos. O evento será ancorado pelo jornalista Fábio Pannunzio, da TV Democracia.

Ciro, em gravação para a sua página oficial no Facebook, insistiu na questão de que Bolsonaro “não pode continuar matando o povo brasileiro, destruindo empregos e empresas e ameaçando nossas liberdades democráticas.

No vídeo Ciro convoca a população a assistir hoje (14/7), a partir das 19h30m, o programa “Janelas pela Democracia” através do Youtube  das redes sociais dos sete partidos da esquerda democrática contrários ao desgoverno entreguista de Bolsonaro em mais uma edição do #JanelasPelaDemocracia.

Ajude a compartilhar e participe, acompanhando a discussão.

 

Veja a íntegra do vídeo de convocação de Ciro Gomes:

https://www.facebook.com/cirogomesoficial/videos/281891456257452/

 

 

O que as lideranças partidárias dizem sobre o “Janelas pela Democracia”:

 

“Para o PCdoB é muito importante unirmos forças nesse momento em que o Brasil vive, sob o Governo Bolsonaro, o desmonte de políticas públicas estratégicas, de naufrágio na economia e de uma desvalorização sem precedentes na Educação e na Saúde. O ‘Janelas pela Democracia’ tem sido um instrumento de união e amplitude nessa luta imprescindível pelo Estado Democrático de Direito, pela liberdade de expressão e para dar um basta nesse governo antinacional e antipovo”.

Luciana Santos, Presidente Nacional do PCdoB.

 

“O movimento Janelas pela Democracia é um passo importante que as forças de esquerda e organizações progressistas dão pelo impeachment do pior presidente que o Brasil já teve. Bolsonaro vem impondo ao país o desmonte de políticas públicas essenciais e discurso ideológico do ódio. Para o bem do Brasil e do povo trabalhador, precisamos urgentemente frear esse caos com o impeachment e a aprovação da emenda constitucional para chamar novas eleições”,

 Gleisi Hoffmann, Presidente Nacional do PT.

 

“Temos três urgências, que são a razão da nossa luta: salvar vidas, preservar os empregos e proteger a democracia. Janelas pela Democracia está unindo o Brasil. Participe!”

 Ciro Gomes, Vice-presidente Nacional do PDT.

 

“O Janelas pela Democracia é um movimento fundamental não apenas para reafirmar o papel dos partidos na defesa da democracia, mas sobretudo porque propõe a formação de uma frente política e social capaz de intensificar a pressão sobre as instituições para conter o ímpeto autoritário do presidente Bolsonaro”.

Carlos Siqueira, Presidente do PSB.

 

“O Janelas Pela Democracia representa um consenso mínimo sobre valores fundamentais que deveriam – e devem – unir, da esquerda à direita, os conservadores, liberais, social-democratas, religiosos ou não, artistas, empresários, trabalhadores, enfim, todos os que consideram as liberdades, os direitos e os deveres constitucionais as bases para a convivência em sociedade.  (…) Somos todos diferentes, mas aceitamos as regras do jogo democrático. Ninguém precisa compartilhar a mesmíssima visão de mundo para entender o outro como sujeito de direitos. E é disso que se trata: reagir a um projeto de poder que desumaniza extratos relevantes da população, falseia a verdade, degrada as nossas instituições, desmoraliza a imagem internacional do país, fomenta o dissenso e até o ódio.”

 Roberto Freire, Presidente Nacional do Cidadania.

 

“A defesa da democracia motivou a união de vários partidos. É imprescindível afastar as tentações totalitárias tantas vezes propagadas pelo presidente, filhos, adeptos e os fanáticos das redes sociais imundas. Saímos não faz muito tempo de uma longa ditadura, em que direitos básicos eram suprimidos e a tortura, prática do Estado. Defender a democracia é essencial para preservar as nossas florestas, nossas águas, nossa fauna… É preservar a cultura, a arte, nossos artistas, nossa gente. O movimento Janelas pela Democracia é um grito pela vida”.

 José Luiz Penna, Presidente Nacional do Partido Verde.

 

“O Janelas pela Democracia é um dos espaços democráticos mais importantes construídos pela sociedade neste momento da História do país. Não é apenas espaço dos partidos políticos, mas de todos democratas que entendem ser necessária uma atitude de resistência aos desmandos do governo Bolsonaro e a construção de alternativas políticas para esta triste realidade. Neste momento a defesa da vida, da democracia, da reconstrução econômica e contra o desmatamento da Amazônia são tarefas de todos aqueles que amam o nosso Brasil”.

 Pedro Ivo e Laís Garcia, porta-vozes da REDE SUSTENTABILIDADE.

 

(Por O.M. com texto de Iolanda Nascimento)