Darcy Ribeiro será a personalidade homenageada pela UERJ em 2022

Segundo UERJ, Darcy foi defensor intransigente da consolidação do Estado Democrático de Direito e da causa indígena

Sociólogo, antropólogo, professor, escritor, indigenista, membro imortal da Academia Brasileira de Letras, ex-ministro da Educação e da Casa Civil, Darcy Ribeiro é a personalidade homenageada pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) em 2022, ano que marca o centenário de seu nascimento. A escolha está publicada no Ato Executivo de Decisão Administrativa (Aeda) 02/2022.

Darcy Ribeiro faleceu em 1997, deixando como legado a construção de importantes políticas públicas educacionais no Brasil. Ao longo de sua carreira, ajudou a fundar a Universidade de Brasília (UnB) e a Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf). Gravou sua marca na criação de um ambicioso projeto de educação pública em tempo integral no Rio de Janeiro por meio dos Centros Integrados de Educação Pública, os Cieps. Até hoje, os prédios desenhados por Oscar Niemeyer compõem a paisagem urbana nos municípios fluminenses e recordam o trabalho de Ribeiro como vice-governador do estado.

O ano será marcado por diversas iniciativas para celebrar a memória deste importante intelectual brasileiro. O lançamento do Calendário Ano Darcy Ribeiro na Uerj 2022 é a primeira ação. Elaborado pela Diretoria de Comunicação Social (Comuns), o calendário pode ser baixado gratuitamente e traz informações e links em QR code para conteúdos relevantes sobre o sociólogo.

Darcy Ribeiro foi um dos responsáveis pela organização da LDB – Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira (Lei 9.394/1996), que regulamentou o sistema educacional público e privado no país, desde a educação básica até o ensino superior. Foi um símbolo de resistência às discrepâncias sociais e trabalhou incessantemente, na política e na educação, por um Brasil renovado e com ensino de qualidade.

Defensor intransigente da consolidação do Estado Democrático de Direito no país, lutou contra a ditadura militar e pela causa indígena, criando o Museu do Índio. Por sua trajetória em diversas áreas do conhecimento, “tinha várias peles”, como ele mesmo costumava dizer, que o levaram a ser homenageado como Doutor Honoris Causa pelas Universidades de Sorbonne, Copenhague, Uruguai, Venezuela e pela Universidade de Brasília, da qual foi idealizador e primeiro reitor.

CALENDÁRIO

Antropólogo, indigenista, educador, político e escritor, Darcy Ribeiro tinha muitas peles, como gostava de dizer. Em todas elas trazia seu país tatuado e, da soma de tantas facetas, surgia o intelectual e pensador do Brasil.

Para celebrar seu centenário, a Universidade do Estado do Rio de Janeiro instituiu 2022 como Ano Comemorativo Darcy Ribeiro na Uerj.

Este calendário propõe um breve percurso por sua biografia desde o nascimento, em 26 de outubro de 1922, à morte, em 17 de fevereiro de 1997. Darcy Ribeiro participou da criação da Universidade de Brasília (UnB) e da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), além dos Centros Integrados de Educação Pública (CIEPs), projeto revolucionário de ensino integral.

Autor de vasta obra editada em diversos países, foi Doutor Honoris Causa de universidades pelo mundo e imortal da Academia Brasileira de Letras. “Sou um homem de causas”, declarou. “Somei mais fracassos que vitórias em minhas lutas, mas isto não importa. Horrível seria ter ficado ao lado dos que nos venceram nessas batalhas”.

 

Veja o calendário da UERJ