COP26: Axel Grael apresenta agenda ambiental da cidade de Niterói

Niterói é cidade pioneira no Brasil em criar secretaria dedicada exclusivamente às questões climáticas

Entre os dias 6 e 16 de novembro, o prefeito de Niterói, Axel Grael, e o secretário municipal do Clima, Luciano Paez, estarão reunidos em Glasgow, na Escócia, marcando a presença da cidade na COP26 que reúne países e representantes de governos locais na maior conferência de clima do mundo, A agenda de Axel e Luciano inclui reuniões bilaterais sobre possíveis projetos de financiamento para a crise climática, divulgação de boas práticas criadas pela cidade, como a iniciativa Niterói de Bicicleta e o replantio de árvores, além de encontro de cidades brasileiras liderado pelo prefeito Axel.

Voluntários recuperam restinga em Camboinhas

Niterói tem um grande potencial no enfrentamento às mudanças climáticas e é pioneira na criação de uma secretaria dedicada exclusivamente àsquestões climáticas – Secretaria do  Clima (SECLIMA) -, avançando rumo ao desenvolvimento urbano sustentável, respeitoso com o meio ambiente e resiliente.

Dentre as diversas ações voltadas à agenda climática, a cidade inventariou suas emissões durante os anos de 2016 e 2018, e mostrou que, em três anos, Niterói diminuiu em 18% a quantidade de emissões, calculadas em toneladas. Em 2021, a cidade foi a primeira do Brasil a criar o Fórum Municipal de Mudança Climática com ampla participação social, e uma das primeiras aderir à Declaração de Edimburgo, documento de posicionamento dos governos locais de todo o mundo em contribuição à negociação do Novo Marco Global para a Biodiversidade Pós-2020.

“Nós temos perfeita concepção do quanto a agenda da emergência climática e da biodiversidade é um grande desafio para todos nós. A cidade de Niterói quer ter grande protagonismo nessas ações e a nossa participação na COP26 efetiva o nosso pioneirismo e nos abre espaços para continuar trabalhando por um futuro mais resiliente”, declarou o prefeito Axel Grael.

Niterói trilha um caminho rumo a adaptação climática com vistas à mitigação por meio de uma governança forte e focada na participação social, além de iniciativas de governança com a Câmara de Vereadores da cidade.

“Os governos subnacionais têm uma importância gigante nos novos acordos mundiais. É nas cidades que os eventos extremos estão acontecendo e, por isso, desde 2016 nós temos um grupo para estudar a questão climática na cidade e avançar em planos e ações que mitiguem esses eventos”, afirmou o secretário Municipal do Clima, Luciano Paez.

Sobre a COP26

A Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima é o evento global anual mais estratégico para o debate multissetorial sobre a agenda climática. Neste ano, em sua 26º edição, representantes do mundo todo e de diversos setores da sociedade irão se reunir em Glasgow, Escócia, entre os dias 31 de outubro e 12 de novembro, para debater e revisar o cumprimento das metas e compromissos assumidos pelas partes no Acordo de Paris há 5 anos, e endereçar outros temas prioritários para a presidência britânica no âmbito da mitigação, adaptação, financiamento climático e colaboração.

Fonte:  Prefeitura de Niterói/Jornal Toda Palavra