Chico D’Angelo quer incluir Darcy Ribeiro no livro dos Heróis da Pátria

Chico D’Angelo (RJ) exaltou a representatividade do ex-senador pedetista

A Comissão de Cultura aprovou nesta quarta-feira (15) a inscrição do nome de Darcy Ribeiro no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria, proposta prevista no Projeto de Lei 5894/19, do pedetista Chico D’Angelo (RJ).  “Lembrado hoje por sua trajetória de lutas, pela brilhante produção intelectual, pela teimosia e sede de justiça, com glória Darcy Ribeiro terá seu nome inscrito no Panteão da Pátria”, sustenta o deputado.

Antropólogo, sociólogo, escritor e político, Darcy Ribeiro deixou legado em todas essas áreas, conforme ressalta Chico D’Angelo.

“Ministro da Educação, sonhou e colocou de pé a UnB, foi o Secretário da Educação do Rio de Janeiro que criou os CIEPs, e o Senador que idealizou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação, que garantiu às bases legais de um projeto educacional democratizante de um ensino público e de qualidade”, recorda.

Além disso, o pedetista destaca que o desenvolvimento nacional imaginado por Darcy Ribeiro sempre foi associado a um projeto de integração com a América Latina. Segundo sustenta, Darcy “não concebia pensar o Brasil fora de um espaço compartilhado pelos povos latino-americanos, passou a vida tentando fazer que o país deixasse de virar as costas aos povos irmãos da região e os abraçasse em uma luta para deixar o atraso e as injustiças para trás”.

Não por acaso, foi ele idealizador do Memorial da América Latina, “um dos nossos marcos como projeto de integração entre os povos da região através da cultura”, diz Chico D’Angelo.

(fonte: PDT na Câmara)