Ciro: “Fiquem em Casa, Coronavirus é das mais graves crise de saúde pública já registrada pela humanidade”

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) fez transmissão ao vivo (live) no sábado (21/3) para discutir a pandemia de Coronavírus e fez pesadas críticas ao governo federal por conta das atitudes de Jair Bolsonaro. “Não estamos coordenados e a coordenação tem que ser do Poder Federal. Mas o presidente insiste em desorientar, desinformar e introduzir o agravante da dúvida na sociedade brasileira. Os governadores, bem intencionados, estão tentando se virar e fazer o que podem”, declarou Ciro Gomes.

Ciro, elogiou o trabalho que vem sendo desenvolvido por quatro governadores sobre o assunto: citou  Wilson Witzel (PSC-Rio de Janeiro), João Dória (PSDB-São Paulo), Flávio Dino (PCdoB-Maranhão) e Rui Costa (PT-Bahia), além do governador do Ceará – aliado político.

Na opinião de Ciro, a pandemia que o Brasil vive no momento “é a mais grave crise de saúde pública da humanidade” e, por isso, citando sua experiência como ex-prefeito e ex-governador,  fez duras críticas a Bolsonaro.

O ex-presidenciável pedetista cobrou providências imediatas na economia para repercutir na área da saúde. “É preciso fazer isso com planejamento (hospitais de campanha). Não adianta colocar um doente sem aparelhos respiratórios e profissionais qualificados. Isso tem que ser feito para ontem”, recomendou. Ciro Gomes tirou dúvidas de seus seguidores em  redes sociais e ressaltou a importância de que  “fiquem em casa”.

Confira  trechos da transmissão:

“É a mais grave crise de saúde pública da humanidade”. “Eu quero evitar uma crítica mais dura, mas considero Bolsonaro o presidente mais despreparado do Brasil”, disse. “A responsabilidade política (do Brasil) para essa tragédia está dada”, acrescentou.

Ciro comentou o anúncio de Bolsonaro de  que laboratórios do Exército ampliarão a produção de cloroquina,  substância usada no combate à malária, mesmo sem estudo conclusivo sobre o assunto.

“Deixa de ser estúpido. As pessoas que te ouvem, e são vítimas disso, foram em massa na farmácia comprar. Esse remédio vai faltar para quem tem malária porque tu, Bolsonaro, tá dizendo que tem remédio. Criminoso”, disparou.

Falou também sobre o ataque de Eduardo Bolsonaro ao governo chinês.

“Brigar com a China? O único lugar do mundo que tem experiência de sucesso, já resolvida, que pode nos socorrer. Qual é a e explicação? Esse bandido desse filho do Bolsonaro, para atender a propaganda imunda do Trump e dos EUA, fica esculhambando na porta da embaixada da China neste momento, o único país que pode nos ajudar”, frisou.

“(No Ceará) Estamos importando reagentes para teste, preparando aparelhos respiratórios, estamos nos preparando (para o coronavírus). O Estado conta com 84 casos de Covid-19, de acordo com dados deste sábado, da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa).

“Vamos agir, aqui no Ceará, a gente não vai esperar por Bolsonaro”.  “É um disparate de um homem que não está percebendo o que está acontecendo no Brasil. Isso está acontecendo porque o presidente da República não achou necessário nenhuma reunião com os governadores”, criticou, dizendo ainda:

“Vamos cumprir o isolamento social, fiquem em casa. Vai acontecer o colapso da rede pública de saúde. Temos que se unir. O Brasil tem tudo para resolver e sair mais forte disso”, garantiu Ciro Gomes.

 

Veja o vídeo com a fala de Ciro:

#LIVECOMCIRO 21/03/2020

#AOVIVO – 21/03/2020Vamos conversar sobre o Brasil! #LIVECOMCIRO #CIROGOMES #CIRO #GOMES #LIVE #BRASIL #AOVIVO ##CIRONOYOUTUBE ##AOVIVO ##LIVECOMCIRO

Publicado por Ciro Gomes em Sábado, 21 de março de 2020

 

PROVIDÊNCIAS NO CEARÁ

Já o governador do Ceará, Camilo Santana (PT) – em transmissão de tevê voltada para os cearenses, afirmou que o grande desafio do Ceará no combate ao coronavírus “será a próxima semana (a atual), quando os estudos mostram que haverá crescimento exponencial, rápido”.

Camilo também anunciou que, neste momento, todas as equipes do Governo estadual trabalham para evitar que faltem insumos médicos nos hospitais preparados para receber pacientes infectados pelo vírus. Domingo (22/3) o Estado registrava 84 casos confirmados de Covid-19.

“O objetivo é garantir que não haja desabastecimento nas unidades de saúde”, disse o petista. “Hoje houve uma maratona de profissionais do Governo planejando. Essa crise pode durar vários meses, então estamos nos antecipando para não faltarem insumos.”

Desde ontem o Hospital Leonardo da Vinci, adquirido pelo Governo cearense, passou a exclusivamente pessoas que diagnosticadas com a enfermidade. São 230 leitos de UTIs à disposição.  Camilo explicou que os grupos que vão trabalhar no hospital foram treinados e que desde ontem a noite o hospital começaria a funcionar. Antes o atendimento estava disponível no Hospital São José e nas UPAs.

O foco, argumentou, “é garantir que nosso sistema público tenha a retaguarda necessária para que, no pico da contaminação, a gente possa atender e salvar vidas, por isso estamos comprando equipamentos para dar retaguarda”.

Na transmissão o governador do Ceará também reforçou a importância do isolamento social como medida de contenção da doença. Também disse que pretende anunciar em breve novo pacote de medidas, desta vez voltado para salvaguardar as populações mais vulneráveis.

Ele concluiu na transmissão: “Não sabemos quão longo será esse período. Todos vão sofrer, todos vão perder, mas é necessário proteger os mais pobres do Ceará”.

Em Sobral, o prefeito Ivo Gomes (PDT),  irmão mais novo de Ciro Gomes, foi pessoalmente às ruas da cidade pedir que a população se isole e feche o comércio. O município, distante 231 km de Fortaleza, registrou um caso de novo coronavírus até  ontem, domingo, quando o Ceará contabilizou 84 infectados.  Ivo é irmão de Ciro e do senador Cid GomesDurante a paralisação de policiais militares no Ceará em fevereiro, Cid derrubou o portão de um quartel onde se reuniam policiais militares amotinados, foi atingido por dois tiros e ainda se recupera.

Integrante do mesmo grupo político dos irmãos Gomes, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), foi diagnosticado com Covid-19. Suplente de Cid no Senado e irmão de RC, Prisco Bezerra também está infectado com o vírus. Além do prefeito e seu irmão, a vice-governadora do Ceará, Izolda Cela, também apresentou teste positivo para o Coronavirus.

 

Veja a íntegra da fala de Camilo:

A economia a gente busca depois recuperar. Vidas a gente tem que salvar.

Publicado por Camilo Santana em Sábado, 21 de março de 2020

 

 

Veja, também, vídeo do Clube de Engenharia sobre Coronavirus: