Ciro denuncia: “Brasil já é o 5º país do mundo em número de feminicídios”

“Cinco mulheres são assassinadas ou sofrem violência todos os dias”, aponta o pedetista

Em  2020, o Brasil já acumulava 1.823 crimes de gênero contra a mulher,  segundo a Rede de Observatório da Segurança. O número coloca o Brasil em quinto lugar no ranking mundial de feminicídio. Diante dos dados, o pré-candidato a presidente da República pelo PDT, Ciro Gomes, fez um alerta, nesta quinta-feira (13), sobre a necessidade de alterar a realidade nacional.

“O Brasil é o quinto país com mais feminicídios. Cinco mulheres são assassinadas ou sofrem violência todos os dias. É preciso dizer mais? Vamos mudar isso?”, afirmou, em novo vídeo da campanha de comunicação do partido.

Em uma escalada de violência, o país só está atrás de El Salvador, Colômbia, Guatemala e Rússia na quantidade de assassinatos de mulheres. Em estudo do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH), o Brasil registra um índice 48 vezes maior do que o Reino Unido e 24 vezes acima do Japão ou Escócia.

Apesar de inserido no Código Penal como crime de homicídio, em 2015, e considerado crime hediondo, o feminicídio atingiu, conforme o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, marcas ainda piores com a pandemia da Covid-19.

Entre 2019 e 2020, ocorreu um acréscimo de 7,1% no país, com 1.326 mulheres mortas. Desse total, 66,6% eram negras e 89,9% foram mortas pelo companheiro ou ex-companheiro.

As subnotificações dos casos também acompanharam a tendência de aumento, “tendo em vista a maior dificuldade de registros por parte das mulheres em situação de violência doméstica durante a vigência das medidas de distanciamento social”.

Para visualizar o vídeo, clique aqui.