Ciro critica pelo Twitter “dinheiro estrangeiro sujo” direcionado para fake news

Supporters of Brazilian President Jair Bolsonaro demonstrate against quarantine and social distancing measures imposed by governors and mayors to combat the new coronavirus outbreak and demand military intervention (AI-5) in Brasilia on April 19, 2020. (Photo by Sergio LIMA / AFP)

“Dinheiro sujo estrangeiro”, diz Ciro diante do custeio antidemocrático

“Dinheiro sujo estrangeiro na política brasileira!”, tuitou o vice-presidente do PDT, Ciro Gomes, nesta segunda-feira (22). A manifestação foi em consequência do anúncio feito pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, no programa Canal Livre, da TV Bandeirantes, sobre o financiamento de ações antidemocráticas promovido por agentes internacionais.

O inquérito das fake news identificou, segundo o membro da Corte neste domingo (21), o “financiamento estrangeiro internacional a atores que usam as redes sociais para fazer campanhas contra instituições, em especial o STF e o Congresso Nacional”.

“Bolsonaro, traidor da Pátria! Generais de pijama, traidores da Pátria!”, condenou o ex-governador do Ceará ao avaliar o processo de construção de ações para desestabilizar a democracia brasileira e afrontar o Estado Democrático de Direito.

O pré-candidato a presidente da República pela sigla de Leonel Brizola também indagou sobre a suposta participação e conivência de militares, incluindo da reserva.

“Quantos generais estão mancomunados com a interferência estrangeira na condução de nossos destinos?”, questionou, ao concluir: “Generais de pijama traidores da Pátria!”

(Por Bruno Ribeiro / PDT)