Cid Gomes será entrevistado ao vivo hoje (15/6) às 13 horas, com transmissão pelo UOL no YouTube, Facebook e Twitter

Nesta segunda-feira (15), às 13h, o UOL entrevistará ao vivo com o senador Cid Gomes (PDT-CE), irmão do ex-ministro Ciro Gomes e do atual prefeito de Sobral, no Ceará, Ivo Gomes. A entrevista será conduzida pelos colunistas do UOL Tales Faria e Carla Araújo e transmitida pela home do UOL e pelos canais do UOL no YouTube, Facebook e Twitter.

Segundo os entrevistadores, Cid deverá falar, entre outros assuntos, sobre o acirramento da crise política que vive o Brasil e a disputa entre poderes em meio à pandemia de Covid-19. Em fevereiro deste ano Cid ficou cinco dias internado após levar dois tiros ao enfrentar policiais/bandidos amotinados no Ceará que aterrorizaram a cidade de Sobral, onde foi ex-prefeito como seu irmão Ciro, que reivindicavam armados, pelas ruas, aumento salarial  exigindo o fechamento do comércio e sabotando o trabalho policial.

Em cima de um trator, depois de fazer lives pela internet em Fortaleza e ao desembarcar em Sobral pedindo aos policiais que recuassem do radicalismo do movimento de bloquear ruas com viaturas policiais e ameaças, com armas na mão, de fecha o comércio – ele se dirigiu ao quartel da PM onde se concentravam as lideranças dos amotinados. Cid tentou conversar com os amotinados através de um megafone ao se aproximar do portão, mas foi esbofeteado no rosto por um dos policiais.

Sem pensar duas vezes, ele montou no trator que o trouxe até o quartel e investiu contra o portão do quartel, avançando contra os policiais amotinados. Que não hesitaram em disparar vários tiros em sua direção. Cid  foi atingido por dois tiros no peito quando usava uma retroescavadeira para tentar furar um bloqueio policial e não morreu por pura sorte. Ainda tem fragmentos de bala no corpo.

Cid é irmão do prefeito da cidade, Ivo Gomes (PDT), e também de Ciro Gomes (PDT), candidato à Presidência da República por três vezes. O senador também já foi prefeito de Sobral (1997-2005), deputado estadual, governador do Ceará (2007- 2015) e ministro da Educação no governo Dilma Rousseff (2011-2016). Foi demitido do cargo após chamar deputados federais de “achacadores”.

A tevê bandeirantes, ao anuncia o debate em seu noticiário, de forma enviesada, condenou as atitudes polêmicas de Cid Gomes.

https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2020/06/14/cid-gomes-e-entrevistado-ao-vivo-nesta-segunda-as-13h.htm