Estadual

Niterói vai limitar acesso à cidade a partir de sábado (4/3) para preservar população da pandemia do Coronavirus

A Prefeitura de Niterói vai iniciar a partir de sábado o fechamento parcial da cidade por 14 dias – de 4 a 18 de abril – como parte das iniciativas para diminuir o avanço da contaminação da população pelo Coronavirus, estratégia até agora bem sucedida porque Niterói foi uma das primeiras cidades do país a adotar o isolamento social- o que tem atrasado o avanço da doença.  Segundo o jornalista Luiz Augusto Erthal, editor do jornal “Toda Palavra”, ao impedir o acesso de moradores de cidades vizinhas como São Gonçalo, Maricá e Rio de Janeiro – com as quais Niterói faz divisa – mas não só dessas, o prefeito vai restringir o ingresso de cidadãos de fora no sistema de saúde do município – referência para todo o Leste fluminense.

Estadual

Lupi para Sidney Rezende, em entrevista para jornal O DIA sobre a pandemia: “Dinheiro se recupera, a vida não!”

O presidente do PDT, Carlos Lupi, deu entrevista para Sidney Rezende sobre a situação que o Rio e o Brasil estão atravessando, como Coronavírus. Lupi está preocupado com o estrago que a doença está fazendo. “Cada vez fica mais comprovado que o senhor Bolsonaro é o apóstolo da ignorância. Está na hora do povo brasileiro acordar para este erro, este equívoco que foi eleger este senhor para presidência da República. Ele está preocupado muito mais em aposta eleitoral que na saúde do povo brasileiro”, acusa Lupi. “Agora é hora de juízo, da racionalidade, de seguir a ciência do mundo moderno que aconselha a todos ficarem retirados, em casa, isolados. Nada é mais importante que a vida. Dinheiro um dia se recupera, a vida não!”, acrescentou.

Estadual

Coronavírus: programa ‘Médico de Família’ fará testes em 80 mil idosos que vivem nas comunidades pobres de Niterói

Em iniciativa pioneira no combate ao coronavírus, a Prefeitura de Niterói pretende aplicar, a partir deste fim de semana, a testagem em massa de 80 mil moradores. A prioridade serão idosos, pessoas com histórico de comorbidades e em quem já estiver apresentando sintomas leves. Basta que estejam cobertos pelo Programa Médico de Família. Agentes da Secretaria municipal de Saúde baterão de porta em porta para realizar os testes, e os infectados serão encaminhados para dois centros de isolamento, com 600 vagas, onde receberão acompanhamento multidisciplinar. O investimento do município será de R$ 15 milhões.

Estadual

Manifesto assinado por Lupi, Ciro, Haddad, Boulos, Siqueira (PSB), Gleisi (PT) e outros, acusa Bolsonaro de fazer mal ao Brasil

O presidente nacional do PDT e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), além de várias personalidades  brasileiras, inclusive os ex-presidenciáveis Fernando Haddad (PT) e Guilherme Boulos (PSOL) assinaram manifesto acusando Bolsonaro de comprometer a saúde do povo brasileiro e a economia do país “fraudando informações, mentindo e incentivado o caos” e que por esses motivos, deveria se afastar da presidência da República. “Jair Bolsonaro é o maior obstáculo à tomada de decisões urgentes para reduzir a evolução do contágio, salvar vidas e garantir a renda das famílias, o emprego e as empresas. Atenta contra a saúde pública, desconsiderando determinações técnicas e as experiências de outros países”, afirma o texto do manifesto.

Estadual

Manoel Dias sobre a campanha pedindo a população para sair de casa: “Bolsonaro é exemplo de teimosia ou ignorância?”

O governo mandou produzir e está divulgando um vídeo, custeado com dinheiro público, para confrontar as recomendações da OMS e do próprio ministério da Saúde, insistindo na interrupção do isolamento social. Senhor Presidente, o Senhor tem qual base científica para contrariar os maiores especialistas do mundo? Qual o parâmetro que o senhor apresenta para ir na contramão das orientações da OMS? As atividades profissionais, mesmo sendo indispensáveis ao funcionamento do país, devem ser exercidas com responsabilidade. Nenhum médico mandaria um paciente que corre risco de morte voltar ao trabalho. (Leia a íntegra)

Estadual

ABI, OAB, CNBB, SBPC e Comissão de Direitos Humanos alertam: conclamar população às ruas é grave ameaça à saúde

A ABI, a CNBB e a OAB e mais três entidades fizeram uma conclamação pública contrária a decisão de Bolsonaro de conclamar a população para, nas ruas, exigir a reabertura do comércio e de atividades não essenciais à luta contra o Coronavirus. As entidades subscreveram nota comum depois de se reunirem virtualmente onde alertam a população que fique em casa respeitando as recomendações da ciência, dos profissionais de saúde e da experiência internacional. “Estratégias de isolamento social, fundamentais para conter o crescimento acelerado do número de pessoas afetadas pelo coronavírus, pois visam a organização dos serviços de saúde para lidar com esta situação, que, apesar de grave, pode ser bem enfrentada por um sistema de saúde organizado e bem dimensionado”, afirma o documento.

Estadual

A nudez e a exortação homicida das carreatas “Brasil não pode parar” a favor de Bolsonaro

Desde ontem (27/3) o capitalismo brasileiro ficou nu. Em muitas cidades houve carreatas repetindo a homicida exortação de que o Brasil não pode parar. Os burgueses, protegidos dentro dos carrões, exigem que seus empregados voltem a trabalhar para gerar riqueza. Bingo! Epifania! Revelação! O que gera riqueza não é o capital. É o trabalho! A burguesia enfim percebeu que o capital imobilizado em máquinas, equipamentos, estoques e sistemas de computador não gera riqueza. Sem o trabalho dos empregados o capital é inútil.

Estadual

José Augusto Ribeiro conta como Brizola, governador do Rio, duplicou o Guandu e levou água limpa ao povão da Baixada

O jornalista e escritor José Augusto Ribeiro escreve este artigo, atualíssimo, sobre a construção do Guandu que vale a pena ler. “Ainda bem que o Brizola também era engenheiro”, explica, porque Brizola ao tomar conhecimento que a estação do Guandu fora planejada para antes de mais nada levar água à Zona Sul do Rio de Janeiro e, depois, para a Zona Oeste da capital, não vacilou: determinou a duplicação do Guandu, tornando-a a maior estação de tratamento de água do planeta incluindo, como beneficiários, os milhões de moradores da Baixada Fluminense. Neste momento em que o governo federal ultraliberal só fala na “privatização” do Guandu, mais do que nunca é necessário lembrar esta história.

Estadual

“Estão ocorrendo mortes por coronavírus sem diagnóstico na rede pública”, garante pneumologista da Fiocruz

A pneumologista da Fiocruz Margareth Dalcolmo lembra que a Covid-19 e suas sequelas ainda são em grande parte desconhecidas pela comunidade científica. Como todos os médicos e cientistas da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) da Fiocruz, ela que é uma das pneumologistas mais experientes do país, se preocupa muito com o risco de o Brasil não fazer o isolamento social necessário e a Covid-19 explodir descontroladamente nas comunidades onde as pessoas vivem aglomeradas e sem saneamento. Ela teme porque vê, a cada dia, a doença mostrar um pedaço mais feio de sua face. As sequelas dos sobreviventes podem ser incuráveis.

Estadual

PDT entra com ação popular contra campanha “Brasil não pode parar” de Bolsonaro para que a população ignore ciência

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, entrou com ação popular com pedido de tutela de urgência contra Bolsonaro para tirar do ar a campanha publicitária “O Brasil não pode parar”, da Secretaria Especial de Comunicação Social da presidência da República, que começa a ser veiculada hoje em rede nacional de rádio e TV estimulando as pessoas a irem para as ruas à revelia dos infectologistas de que a melhor defesa contra o coronavirus, neste momento, é ficar em casa. A ação afirma que a campanha viola leis e atos normativos do próprio Governo Federal, como a Portaria Interministerial nº 05, editada pelos Ministérios da Saúde e da Justiça, que estabelece medidas para conter a atual crise de saúde.