Manchete

Ciro Gomes quer trocar “disputa de personalidades por ideias e projeto”

“Já é hora de trocar essa disputa de personalidades por ideias e projeto”, indicou o pré-candidato do PDT a presidente da República, Ciro Gomes, ao criticar a estagnação econômica acumulada pelas últimas gestões federais. Na entrevista para a CNN Brasil nesta quarta-feira (26), enfatizou que “o Brasil ficou uma década, pela primeira vez em 120 anos, sem crescer nada”. Como herança, o pedetista mostrou que o país acumula mais de 70 milhões de pessoas desempregadas ou trabalhando sem nenhum direito, com precarização”, em uma associação aos prejuízos gerados pela reforma trabalhista criada pelo ex-presidente Michel Temer e ampliada pelo atual chefe do Palácio do Planalto, Jair Bolsonaro. Outro ponto negativo abordado são os “129 milhões de brasileiros” que “vão dormir passando fome no país que mais produz comida no mundo”. A ruptura do ciclo vicioso, que é sustentado pelo atual modelo econômico replicado por 30 anos, será iniciada, segundo ele, pela reformulação das finanças. Como detalhado no Projeto Nacional de Desenvolvimento (PND), ocorrerão cortes na casa de 20% de todas as renúncias fiscais “abusivas” para restaurar o equilíbrio orçamentário e permitir, consequentemente, investimentos internos estruturantes e responsáveis. “O Brasil vai voltar a cobrar o que eu já cobrei como Ministro: imposto sobre superlucros, lucros e dividendos empresariais, que só o Brasil e a Estônia não cobram”, apontou.

Manchete

Ciro resgata proposta de refinanciar dívidas no Serasa para facilitar vida de cidadãos

Com o endividamento médio das famílias brasileiras atingindo 70,9% em 2021, o maior patamar nos últimos 11 anos, o pré-candidato do PDT ao Palácio do Planalto, Ciro Gomes, resgatou nesta terça-feira (18), através das redes sociais, uma proposta estruturada no Projeto Nacional de Desenvolvimento (PND) desde 2018: o suporte público para renegociação das dívidas e restabelecimento do crédito para os cidadãos. “Defendo um programa de refinanciamento governamental que ajude nosso povo a limpar o nome no SPC e Serasa”, enfatizou na postagem, referenciando a atuação dos bancos estatais para reduzir o valor das pendências financeiras, que está no patamar médio de R$4.200. AC Confira, ao final, o vídeo explicativo. Conforme dados recentes da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o crescimento do nível de endividamento, se comparado com 2020 (66,5%), também alcançou outro patamar histórico: aumento de 4,4 pontos percentuais. Sobre a inadimplência, 25,2% das famílias relataram a existência de contas em atraso. O comprometimento com cartão de crédito continua como o principal entrave para 82,6% dos entrevistados, seguido dos carnês de lojas (18,1%), financiamentos de carro (11,6%) e casa (9,1%) e crédito pessoal (9%). Nesta sexta-feira, dia 21/1, o PDT realiza em Brasília sua Convenção Nacional – totalmente híbrida – que será encerrada com uma fala à Nação de Ciro Gomes, a partir das 16h30m, formalizando a sua pré-candidatura à presidência da República pelo PDT.

Manchete

Ciro e Lupi abrem nesta segunda no Rio, às 18hs, a ‘Escola de Candidatos’ do PDT

O pré-candidato do PDT à presidência, Ciro Gomes, juntamente com o presidente nacional do partido, Carlos Lupi, abrem nesta segunda-feira o novo curso direcionado aos futuros candidatos do partido nas eleições do ano que vem. O evento será na  sede da Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini no Rio de Janeiro (FLB-AP/RJ), a partir das 18 horas. As inscrições terminam amanhã, domingo e a qualificação será através de  12 aulas em  formato híbrido (presencial e virtual). Na aula inaugural do ciclo que homenageia o ex-vereador do PDT carioca Fernando William, Ciro debaterá com o economista Nelson Marconi, coordenador do seu programa de governo desde 2018, o “Projeto Nacional de Desenvolvimento e os desafios eleitorais para 2022”. Respeitando as determinações sanitárias para prevenção ao coronavírus, o evento, com vagas limitadas, ocorrerá na Rua do Teatro, 39, Centro da capital fluminense, além da divulgação pelo Zoom. Presidente e secretário-geral nacionais do partido, Carlos Lupi e Manoel Dias promoverão no dia 16 de dezembro, às 19h, o segundo encontro previsto para a sede da FLB-AP/RJ. Transmitida simultaneamente pelo Zoom, a palestra dos ex-ministros do Trabalho e Emprego abordará a “história do Trabalhismo e as teses pedetistas”.

Manchete

Ciro acusa Bolsonaro e Guedes de tentarem ‘privatização criminosa’ da Petrobras

Ciro Gomes acusou Bolsonaroe Paulo Guedes de estarem tentando fazer uma privatização criminosa da Petrobrás em vídeo divulgado pelas redes sociais nesta terça-feira (26)“O petróleo é nosso. A Petrobras é nossa. Queremos eles de volta”, cobrou. Segundo Ciro, como ferramentas viabilizadoras, os entreguistas que querem entregar a Petrobrás ao capital internacional desde a gestão de Pedro Parente à frente da companhia, no governo Temer, atrelaram os preços dos combustíveis ao dólar, via aumento abusivo dos combustíveis, a opinião pública brasileira ache que a Petrobrás não serve para mais nada e aí seja fácil privatizá-la. Ao estimular a mobilização popular contra o “crime” sobre a soberania nacional e o patrimônio público, Ciro relatou que a “estratégia maligna” dos “traidores da pátria” se apoia em dois polos. “De um lado, torna a Petrobras queridinha dos mercados internacionais. De outro, torná-la antipática ao povo brasileiro”, disse, classificando a metodologia atual como “assassina” e vinculada aos interesses de grupos estrangeiros e da Lava Jato.

Manchete

Carlos Lupi: ‘Ministério do Trabalho, no governo Bolsonaro, é figurativo’

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, indicou que o presidente da República, Jair Bolsonaro, recriou o Ministério do Trabalho no modelo figurativo, pois serve apenas de base para sustentar medidas de precarização do emprego e subtração de direitos. Ex-ministro da pasta, o pedetista avaliou, em entrevista para o programa “Papo com Editor”, da TV Estadão, nesta segunda-feira (30), que a política do governo federal não recuperará o mercado, pois também não estimula setores essenciais, como construção civil e serviços. Durante o diálogo com os jornalistas Eduardo Gayer e Gustavo Porto, Lupi afirmou que o ministério criado por Getúlio Vargas em 1930  – extinto em 2019 e recriado no mês passado – não representa, atualmente, a essência originalmente implementada pelo então presidente Vargas, que é a intermediação de trabalhadores com empresários, bem como o garantidor de direitos. “Decisão errada foi ter acabado”, afirmou Lupi.

Manchete

Ciro no Canal Livre da Band: “O momento exige equilíbrio, autoridade e severidade”

O pré-candidato do PDT à presidência, Ciro Gomes, entrevistado pelo Canal Livre da TV Bandeirantes na madrugada deste domingo para hoje (16/8), destacou que o momento brasileiro “pede muito equilíbrio, muita autoridade e muita severidade” porque é necessário que o Brasil celebre um novo modelo econômico e um novo modelo de governança política porque há forte apelo da população “para que nos livrar dessa bola de chumbo que nos prende ao passado”. Candidato mais uma vez à presidência da República, o ex-ministro da Economia e ex-governador do Ceará afirmou que, aos 63 anos, está mais maduro e pretende ser menos incisivo em suas colocações. “Percebi que muitas vezes uma frase mais forte, que é a expressão da minha indignação, muito mais assusta do que comovem; e a a mensagem, para um bom comunicador, pertence a quem recebe e não a quem emite”. Completou: “Não me custa nada aprender com os erros que cometi”.

Manchete

Lupi e o PDT contra a privatização dos Correios: ‘Lutaremos em todos os campos’

Lideranças do PDT reforçaram nesta terça-feira (3) a mobilização para combater no Congresso Nacional  a tentativa de privatização dos Correios pelo governo Bolsonaro. Durante debate virtual promovido pela Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini no Rio de Janeiro (FLB-AP/RJ), foi detalhado a série de prejuízos do decreto presidencial.  Carlos Lupi, presidente nacional do PDT, afirmou que a inclusão da empresa no Programa Nacional de Desestatização (PND) afetará não só a abrangência dos serviços postais, mas também o acesso popular a uma série de produtos, financeiros e tecnológicos. Com mais de 100 mil funcionários, os Correios é a única representante do Estado brasileiro presente em todos os municípios do país. “Nós vamos lutar, resistir, em todos os mecanismos: Congresso, Câmara e na Justiça. Estamos preparando ações duras para defender os Correios, que é patrimônio do povo brasileiro”, disse Lupi. Já o ex-ministro das Comunicações, o deputado federal André Figueiredo (PDT-CE) apontou que dos 20 maiores países do mundo em extensão territorial, “o Brasil será o único a eventualmente ter a sua empresa de serviços postais 100% privatizada”.

Manchete

PDT aciona STF pelo fim de votação remota na Câmara de emendas à Constituição

O PDT acionou o Supremo Tribunal Federal (STF), nesta segunda-feira (19), para suspender as deliberações procedimentais referentes às propostas de emenda à Constituição (PEC) que ocorrerem na modalidade remota. A Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) ajuizada pela legenda argumenta que, devido à vacinação total dos grupos de risco, as discussões podem acontecer presencialmente. Desde o ano passado, devido a pandemia de Covid-19, as votações tem acontecido virtualmente na Câmara. Com o avanço da imunização, sessões presenciais podem ser retomadas em casos específicos. “Como atualmente os grupos de risco já estão imunizados, não há qualquer empecilho para que as deliberações da Câmara dos Deputados possam ser efetivadas na modalidade presencial, especificamente quando se tratar de votação de proposta de emenda à Constituição e de temas complexos, que demandem a formalização de amplos debates”, afirma o documento. Apesar de defender o encontro presencial para tratar da PECs e tema sensíveis, o partido não rechaça o uso do ambiente virtual para deliberar demais assuntos.

Manchete

PDT também assina ‘superpedido’ de impeachment contra Bolsonaro na Câmara

Primeiro partido a registrar uma solicitação de impeachment contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, o PDT, a partir do seu presidente nacional, Carlos Lupi, assinou também o ‘superpedido’ em conjunto com mais vários partidos protocolado nesta quarta-feira (30/6) na Câmara dos Deputados, juntamente com sindicatos, organizações sociais e dezenas de signatários. Reunindo argumentos de outros 122 pedidos para sustentar a configuração de 23 crimes de responsabilidade, o documento ratifica que Bolsonaro, “desde o início do seu mandato, vem incidindo, de maneira grave, reiterada e sistemática em ofensas à Constituição da República”. Com tais condutas, “o mandatário parece apostar na tolerância e naturalização de tais violações”. Para Lupi, “as novas denúncias mostram que o governo Bolsonaro é corrupto e ignorou o sofrimento dos brasileiros”.

Manchete

“Reforma administrativa do governo Bolsonaro é desumana”, diz Carlos Lupi

“Por que o aposentado e pensionista têm que pagar essa conta?”, questionou o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, ao chamar de “desumana” a reforma administrativa (PEC 32/2020) encaminhada pelo presidente Jair Bolsonaro ao Congresso Nacional. Criticada pelo pedetista nesta terça-feira (16), pelas redes sociais, a Proposta de Emenda Constitucional está sendo discutida em comissão especial da Câmara dos Deputados. “Agora, querem impor todos os déficits por incompetência e despreparo dos governos municipais, estaduais e federal para os funcionários públicos, principalmente para os aposentados e pensionistas”, condenou, em vídeo. “É desumano querer achatar salário e aumentar a alíquota de imposto sobre salário. Enquanto isso, liberam geral em cima de isenção fiscal, que deixa de ter arrecadação, e não calculam quem tem que pagar um IPTU mais caro e mora em áreas nobres”, afirmou.