Brizola, o preferido dos índios do Paraná nas eleições presidenciais de 1994

Etnia Kaingang valorizou a luta do PDT em prol da causa e a representativa vitória de Mário Juruna

*Por Bruno Ribeiro / PDT-RJ

O compromisso do PDT com os indígenas foi simbolizado, em 1994, pelo apoio maciço da população da reserva Marrecas, no Oeste do Paraná. 84% dos representantes da etnia Kaingang escolherem Leonel Brizola na eleição para presidente da República, segundo registros dos jornais O Estado do Paraná e Folha de Londrina em 8 de outubro.

A apuração mostrou que, ao contrário da maioria dos “eleitores brancos”, 145 dos 173 Kaingang votaram no ex-governador do Rio de Janeiro como forma de reconhecimento ao protagonismo da sigla no Brasil.

O chefe da reserva, Dival de Souza, explicou que dois fatores foram determinantes: o programa do partido, que “defende uma política de proteção”, e a vitória de Mário Juruna para deputado federal, em 1982. Com 31 mil votos no Rio de Janeiro, o cacique Xavante revolucionou ao conquistar, de forma inédita, uma cadeira no Congresso Nacional.

“O PDT foi o primeiro partido a eleger um deputado federal, o índio Juruna. Sem falar que o sociólogo Darcy Ribeiro, militante do PDT, é um dos profissionais mais ativos com os índios brasileiros”, destacou.