Bonifácio, que assume em janeiro, teve 1a. reunião com atual prefeito de Cabo Frio para combinar transição

O prefeito eleito de Cabo Frio, José Bonifácio Novellino, do PDT, teve ontem a sua primeira reunião com o atual prefeito da cidade, Adriano Moreno, para iniciar o processo de transição da administração. Bonifácio chegou à sede do município acompanhado da futura vice-prefeita eleita Magdala Furtado e  do ex-prefeito e ex-vereador, Aquiles Barreto. A procuradora do município, Renata Granha; e o secretário municipal de Fazenda, Bruno Aragutti, também participaram da reunião que durou mais de duas horas.

Falando ao jornal “Folha dos Lagos” a respeito do encontro, Bonifácio afirmou: “Foi uma conversa produtiva. O prefeito Adriano liberou, e eu não esperava diferente, todos os setores da Prefeitura para que possamos fazer uma transição que vai beneficiar o município de Cabo Frio. Nossa maior preocupação é com as unidades de atendimento 24 horas: UPAs do Parque Burle e de Tamoios, Hospital São José Operário, Hospital da Mulher e Hospital do Jardim Esperança. Precisamos ter equipes já preparadas na virada do ano e na primeira semana, além de medicamentos e insumos”, enfatizou.

Adriano e José Bonifácio conversaram sobre a atual situação de Cabo Frio e entre outros assuntos, falara sobre a dívida de mais de R$ 1 bilhão da cidade, herdada de administrações anteriores; do patrimônio adquirido nos últimos dois anos e informações sobre saúde, mobilidade urbana e outras áreas. “Herdamos uma dívida de mais de R$ 1 bilhão, mas vamos entregar a prefeitura com um patrimônio consolidado, como a saúde reformulada e com os salários escalonados, mas pagos dentro do mês”, disse o prefeito Dr. Adriano Moreno.

José Bonifácio brincou dizendo “se eu soubesse o tamanho dessa dívida, não tinha me candidatado”. O prefeito eleito reiterou que precisa das informações da área da Saúde, principalmente dos postos de atendimento que funcionam no sistema de plantão 24 horas. Bonifácio também pediu para saber a situação dos funcionários da prefeitura e da secretaria da Fazenda.

“Ainda não montei minha equipe de transição, vou ler o documento que recebi agora e depois passo os nomes. Vamos entrar devagar na prefeitura”, disse o futuro prefeito, que assume dia 1º de janeiro. Depois da reunião, a comitiva do prefeito eleito fez uma visita guiada ao prédio da prefeitura e conheceu a sala disponibilizada para a equipe de transição.

 

Fontes: “O Dia” e “Folha dos Lagos”