Axel Grael e Eduardo Paes anunciam combate mais rigoroso à transmissão da Covid

Niterói Rio se unem no combate à pandemia com a explosão de novos casos provocados pelo virus

*Por PDT-RJ

O prefeito de Niterói (RJ), Axel Grael (PDT), anunciou nessa segunda-feira (22), no Teatro Popular Oscar Niemeyer, medidas ainda mais rigorosas para conter o avanço do Covid-19. A ação ocorreu em conjunto com o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM). Pelo decreto, que começam a valer no dia 26 e vão até 4 de abril, só ficam autorizadas a funcionar as atividades essenciais, como mercados e farmácias. Com isso, é obrigatório o fechamento de clubes, museus, salões de beleza e shoppings (mantidas as lojas permitidas), bem como o impedimento do modo presencial em creches, escolas e universidades.

Os 10 dias delimitados pelas leis municipais correspondem ao mesmo período do “superferiado” anunciado anteriormente pelo governo fluminense, Cláudio Castro, mas serão transcorridos seguindo orientações dos comitês científicos das prefeituras. Com isso, foram afastadas interferências ideológicas no processo.  “Nossas cidades não são ilhas, elas sofrem muitas consequências das ações e falta de ações das cidades vizinhas. Isso gera sobrecarga na nossa estrutura hospitalar”, afirmou Grael, na abertura da reunião.

“Houve a iniciativa do governador de apresentar um decreto e nós vamos apresentar um conjunto de medidas que estarão nos dois decretos. Os decretos não são idênticos, mas trazem uma sinergia, uma combinação de ações que vão manter o equilíbrio e uma estratégia de combate ao Covid. Estamos vivendo talvez o momento mais crítico desta pandemia. As coisas estão acontecendo muito rápido. Hoje, nós já estamos em uma situação muito diferente da última quinta-feira”, completou.

Ao mencionar os critérios adotados, incluindo os aumentos de casos, óbitos, atendimentos hospitalares e utilização de eitos da rede pública, o secretário de saúde de Niterói, Rodrigo Oliveira, relatou que, em três dias, a cidade passou de 56% para acima dos 90% de ocupação de UTI em hospitais particulares. Já na rede SUS, a taxa de ocupação atingiu 86% nesta segunda.

Eduardo Paes ratificou que as determinações geram múltiplos impactos e os aspectos sociais e econômicos foram prioritariamente considerados. Diante do cenário emergencial e de desarticulação em níveis federal e estadual, a base científica segue como balizadora das gestões de Niterói e Rio.

“Mas eu e o prefeito Axel tomamos as decisões baseados na ciência. É muito difícil tomar uma decisão dessas sem que haja uma coesão metropolitana. Buscamos incessantemente, embora tenhamos posições divergentes, uma coesão para termos informações claras. Mas é muito difícil atender a apelos de prefeitos sem todas as autoridades falando a mesma voz. Os sistemas de Saúde que vacinam as pessoas que têm a atenção básica e dos municípios. Infelizmente, não foi possível tomar medidas integradas. O fundamental é preservar vidas, sem alarmismo”, explicou.

O novo decreto determina:

  • Suspensão do funcionamento presencial de creches, escolas e universidades.
  • Suspensão do atendimento presencial em atividades não essenciais.
  • Teletrabalho para servidores e empregados públicos (com exceção de serviços essenciais) e incentivo ao teletrabalho em empresas e outros serviços privados.
  • Suspensão de cirurgias e procedimentos eletivos.

Estão proibidos

  • A permanência de pessoas em vias públicas das 23h às 5h.

O funcionamento de:

  • Shoppings.
  • Lojas de comércio não essencial.
  • Museus, galerias, bibliotecas, cinemas, teatros, casas de espetáculo e salas de apresentação.
  • Boates, danceterias, salões de dança, casas de festa e outros.
  • Salões de cabeleireiro, barbearias, institutos de beleza e estética.
  • Clubes sociais e esportivos e serviços de lazer.
  • Parques de diversões e circos.

Está suspenso o atendimento presencial em:

  • Bares, lanchonetes, restaurantes e congêneres (só podem funcionar com drive-thru ou entrega);.
  • Quiosques em geral, incluindo-se os da orla marítima.

Estão suspensos

  • O funcionamento presencial de creches, estabelecimentos de educação infantil, estabelecimentos de ensino fundamental, médio e superior, estabelecimentos de ensino de esportes, música, arte e cultura, cursos de idiomas, cursos livres, preparatórios e profissionalizantes e centro de treinamento e de formação de condutores.
  • Feiras, exposições, congressos e seminários.
  • Concessão de autorizações para eventos e atividades transitórias em áreas públicas e particulares.

Podem funcionar

  • Lanchonetes, bares e restaurantes: exclusivamente para entregas em domicílio e drive-thru, e retirada no local, sendo proibido o consumo no local e a permanência de público no interior do estabelecimento.
  • Serviços de comércio de alimentos e bebidas, como supermercados, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, padarias, lojas de conveniência e outros, sendo proibido o consumo no local e recomendada a ampliação do horário de funcionamento.
  • Farmácias e comércio de equipamentos médicos e suplementares, serviços assistenciais de saúde e óticas.
  • Assistência veterinária, serviços e comércio de suprimentos para animais.
  • Comércio de materiais de construção, ferragens e congêneres.
  • Estabelecimentos bancários e lotéricos, instituições de crédito, seguro, capitalização, comércio e administração de valores imobiliários e serviço postal.
  • Bancos e lotéricas.
  • Comércio atacadista e a cadeia de abastecimento e logística.
  • Feiras livres.
  • Bancas de jornal, sendo proibida a exposição à venda e a comercialização de bebidas alcoólicas.
  • Comércio de combustível e gás.
  • Serviço de mecânica e comércio de autopeças e acessórios para veículos e bicicletas, além de serviços para locação de veículos.
  • Hotelaria e hospedagem, com o funcionamento de serviços de alimentação restrito aos hóspedes.
  • Transporte de passageiros.
  • Atividades industriais e obras de construção civil.
  • Serviços de entrega em domicílio.
  • Serviços de telecomunicações, teleatendimento e call center.
  • Serviços funerários.

Com informações do O Globo e G1.

Veja a íntegra da coletiva, em Niterói, onde as medidas foram anunciadas