Axel Grael cria 8° parque florestal de Niterói na semana do meio ambiente

Prefeito Axel Grael (PDT) oficializará a criação do Parque Natural Municipal Floresta do Baldeador

Na Semana do Meio Ambiente 2021, iniciada hoje (31 de maio) e que vai até o próximo dia  6 de junho, Niterói (RJ), que já tem cerca de 56% de área protegida, ganhará a oitava unidade de conservação. O prefeito Axel Grael, do PDT, oficializará a criação do Parque Natural Municipal Floresta do Baldeador, localizado próximo ao Morro do Castro. A nova unidade de conservação, com 70 hectares, foi criada a partir de Consulta Pública realizada pela Prefeitura.

Este ano, o tema central da Semana do Meio Ambiente é “Recuperação de Áreas Degradadas”. Com a criação do novo parque, Niterói se consolida como um dos municípios brasileiros com maior percentual de áreas verdes preservadas. A cidade também se destaca por desenvolver diversos programas de restauração ambiental em seus parques e praias. Essas iniciativas serão amplamente debatidas durante a Semana do Meio Ambiente, que vai mobilizar diversos órgãos da prefeitura e representantes da sociedade civil, de organizações não governamentais e da iniciativa privada.

Organizada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade (SMARHS), toda a programação do evento será transmitida online em função da pandemia, nas redes sociais da pasta. Além das palestras e debates, também haverá distribuição de mudas, atividades esportivas e feira virtual de adoção de animais, entre outras.

Parque Floresta do Baldeador – Localizado em área limítrofe ao município do São Gonçalo, o novo parque integra o mosaico do Sistema Municipal de Áreas de Proteção Ambiental (SIMAPA), unidade de conservação de uso sustentável com extensão de 598 hectares e que engloba zonas de recuperação ambiental e de restrição à ocupação urbana, além de áreas de especial interesse ambiental e de preservação permanente na Zona Norte da cidade.

“A criação do parque é uma ferramenta capaz de potencializar os mais diversos atributos ambientais e turísticos que esta área apresenta, promovendo o surgimento de um novo ponto de visitação e oferecendo, principalmente para os moradores da Região Norte, uma alternativa de lazer e recreação”, explica o secretário municipal de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade, Rafael Robertson.

Dentre as oportunidades, podem ser destacadas:  o estímulo à prática de trilhas em associação à preservação do entorno; o fomento de pesquisas científicas e educação ambiental; ampliação de corredores verdes que conectem os fragmentos florestais do Morro do Castro com a APA do Engenho Pequeno, no município de São Gonçalo, além de contemplação da natureza.

A criação do parque tem ainda o objetivo de proteger o importante patrimônio natural do município e contribuirá na ampliação da cobertura vegetal através de projetos de reflorestamento. Outro fator positivo baseia-se na possibilidade de expansão de oportunidades de geração de empregos para a população residente do entorno da unidade de conservação.

Menos 10 milhões de litros de esgoto despejados nas lagoas de Niterói
No evento de abertura da Semana do Meio Ambiente, dia 31, será assinado um convênio entre a Secretaria de Meio Ambiente e a concessionária Águas de Niterói, que contempla a ligação gratuita de cerca de 500 residências que não estão conectadas à rede esgoto do município. Os moradores dessas casas, localizadas em áreas que têm influência no sistema lagunar de Niterói, são famílias beneficiárias do Cadastro Único e que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

O trabalho será iniciado com a identificação das residências que não estão ligadas à rede. A partir daí, será implantada a ligação e as famílias contempladas não precisarão pagar pela obra de integração ao sistema. Os donos dessas residências também serão incluídos na tarifa social de água e esgoto.

A meta da Secretaria de Meio Ambiente é que, após a implantação da regularização de todas as ligações, 10 milhões de litros de esgoto deixem de ser despejados mensalmente nas lagoas de Piratininga e Itaipu.

Esta iniciativa será um braço social do programa Ligado na Rede, desenvolvido pela secretaria e a concessionária. Este ano, aproximadamente 800 vistorias já foram realizadas em residências na Região Oceânica de Niterói.

Coleta e reciclagem de guimbas de cigarro

No dia 3 de junho, será instalado um coletor na área externa da Prefeitura de Niterói para que fumantes depositem as guimbas de cigarros. A ação marcará o início do programa inédito no município de coleta e reciclagem deste tipo de resíduo. A iniciativa é uma parceria da Secretaria de Meio Ambiente e a Poiato Recicla, primeira usina de reciclagem de resíduos de cigarro do Brasil.

A meta da Secretaria de Meio Ambiente é instalar outros coletores nas praias, praças e parques de Niterói, como o Campo de São Bento, Parque da Cidade, Parque das Águas, entre outros. As bitucas de cigarro são recolhidas pela própria empresa e recicladas, evitando danos ao meio ambiente.

Localizada no interior de São Paulo, a Poiato atua em 78 cidades brasileiras. Possui 4 mil pontos de descarte e já recolheu e reciclou 75 milhões de guimbas de cigarro.

 

Programação da Semana do Meio Ambiente 2021

Mais informações no site da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade: www.smarhs.niteroi.rj.gov.br

Dia 31 de maio (segunda-feira)
. 13h às 14:30h
Painel de abertura – Tema: Projetos, diretrizes e futuro: a importância da recuperação de áreas degradadas para o bioma
–  Prefeito Axel Grael
–     Rafael Robertson – secretário de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade
–     Felipe Turon – Presidente da Águas de Niterói
–     Leandro Portugal – Vereador e presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara de Niterói

. 14:30 às 17h
Palestras
Apresentação do Inventário Faunístico do programa Enseada Limpa – Luize Ferraro, Diretora de projetos da Secretaria de Meio Ambiente Recursos Hídricos e sustentabilidade.
Apresentação das iniciativas de Niterói para receber o certificado internacional de sustentabilidade Bandeira Azul na Praia do Sossego – Augusto Cesário, nalista e licenciamento da SMARHS

Dia 1º de junho (terça-feira)
Lançamento do Fórum Municipal de Mudanças Climáticas
Organizado pela Secretaria Municipal do Clima, o evento marca a criação da instância de caráter consultivo, que tem o objetivo de conscientizar e mobilizar a sociedade niteroiense para discutir os problemas decorrentes das mudanças do clima e promover o desenvolvimento sustentável.
Inscrições e programação completa no site: http://forumdoclimaniteroi.com.br/

Dia 2 de junho (quarta-feira)
. 13h às 17h
Mesa redonda: Sustentabilidade Social
Mediação: Rafael Robertson – secretário municipal de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade
Convidados:
Dayse Monassa – secretária municipal de Conservação e Serviços Públicos
Jennifer Lynn Bastiani – Secretária de Acessibilidade
Fabiana Barros – Diretora de Áreas Verdes da SMARHS
Valéria Braga – secretária do Escritório Geral de Projetos (EGP)
Lélia Lomardo – engenheira ambiental da Clin

. 15h às 16h
Palestras
Apresentação do projeto Restauração Ecológica e Inclusão Social – como Niterói está restaurando 203 hectares de restinga, mangue e Mata Atlântica – Allan Cruz, subsecretário de Sustentabilidade
Apresentação do programa EcoSocial – Anderson Pipico – secretário municipal de Participação Social

. 16h às 17h30
Mesa redonda: Sociedade civil e recuperação social
Mediação: Márcia Demézio – assessora de imprensa da SMARHS
Convidados: representantes do Instituto Agroecológico de Niterói (IAN), dos projetos Aruanã e Vou de Canoa e da cervejaria Masterpiece.

3 de junho (quinta-feira) e 4 de junho (sexta-feira)
Lançamento de programas e projetos da SMARHS

4 de junho (sexta-feira)
Mini Documentário – A ponte de pedra e caminhos de pé de moleque.
Vídeo sobre a descoberta e recuperação da ponte de pedra pelos voluntários do Parnit.

5 de junho (sábado)
Distribuição de mudas em diversos pontos da cidade
Evento no Parque das Águas

. 9h às 9h20 – Abertura do evento com a coordenadora do parque, Marilene Oliveira, secretário de Meio Ambiente, Rafael Robertson, e a equipe de RSA da MP Construtora

. 9h20 às 10h – Palestra com a bióloga Heloisa Osanai sobre “Restauração de Ecossistemas”

. 10h às 10h30 – Atividade prática de Educação Ambiental com o objetivo de  revitalizar o jardim sensorial

. 10h30 às 11h –palestra da Comissão de Terceiro setor da OAB com o tema Sustentabilidade e Terceiro Setor: caminhos possíveis no contexto pós-pandêmico

. 11h – Coffee break

. 11h às 11h30 – Oficinas com o IBG sobre compostagem, mudas de suculentas e minhocário; exposição de animais taxidermizados, sabão ecológico, entrega de mudas e brindes

11h30 às 12h – Encerramento do evento com palestra de Dircilene Gonçalves Nunes sobre agricultura orgânica

6 de junho (domingo)
. 10h – Feira virtual de adoção de cães e gatos

Mini Documentário – O plantio de 2.750 mudas de 25 espécies da Mata Atlântica, em área de 11 mil metros quadrados no Horto do Fonseca.