Grael agradece vitória e Rodrigo diz que Niterói se tornou “fortaleza do Trabalhismo”

O prefeito eleito de Niterói, Axel Grael (PDT), agradeceu aos niteroienses pelos mais de 150 mil votos que o conduziram à vitória em primeiro turno nas eleições municipais em live onde destacou que a conquista foi um reconhecimento da população ao trabalho desenvolvido nos últimos anos pelo prefeito Rodrigo Neves (PDT). Grael reafirmou compromissos anunciados durante a campanha, como a extensão do programa Renda Básica até a chegada da vacina, e um novo ciclo de investimentos na Zona Norte, com obras de revitalização da Alameda São Boaventura.

“Quero agradecer ao povo de Niterói pela resposta retumbante dada nas urnas, mostrando que aqui não há espaço para retrocesso. Nossa cidade tem vocação para o avanço. Nós temos um projeto de cidade, que o prefeito Rodrigo Neves desenvolveu nos últimos oito anos, e a população reconheceu de forma incontestável nas urnas, me escolhendo para dar continuidade ao trabalho. Quero agradecer também ao Rodrigo, que fez uma gestão reconhecida, com aprovação muito grande dos niteroienses. Aprendi muito nesses oito anos em que estive ao lado dele, construindo políticas públicas no município. O resultado que tivemos ontem vem muito em função do reconhecimento que a população teve à esse governo”, defendeu o prefeito eleito.

Axel Grael também adiantou que a tônica de seu governo será manter o ritmo de entregas à população de Niterói.

“Nos últimos 45 dias, traçamos compromissos importantes com a população de Niterói. Estou muito animado e preparado para assumir a Prefeitura e tocar nossos projetos, como a despoluição das lagoas, a conclusão da drenagem e pavimentação das ruas da Região Oceânica, a ampliação do Niterói Presente para todas as regiões da cidade, e a promoção de um novo ciclo de obras na Zona Norte, com a revitalização da Alameda. A extensão do Renda Básica até a chegada da vacina será uma prioridade já em meus primeiros dias de governo”, adiantou.

Grael destacou, ainda, a expressiva votação dos candidatos a vereador dos partidos que compuseram a aliança.  “A população mandou um recado importante também ao escolher os candidatos a vereador. O meu partido, o PDT, elegeu quatro, a maior bancada da Câmara de Vereadores. Niterói quer que a cidade siga no caminho do trabalhismo, olhando para todas as parcelas da sociedade”, concluiu.

Já o prefeito Rodrigo Neves, destacou que “Niterói se consolida como a fortaleza do Trabalhismo no Brasil” com a vitória de Axel no primeiro turno com 62,56% dos votos no último domingo (15). Rodrigo destacou que, com o resultado, o município chega a 35 anos consecutivos de governos trabalhistas, somando aos seus oito anos de mandato com os mandatos anteriores, também do PDT, de Jorge Roberto Silveira e João Sampaio e também do ex-prefeito GodofredoPinto (PT).

Jorge Roberto Silveira e Rodrigo Neves

Além disso, frisou, o vereador Andrigo (PDT) foi o mais votado da cidade, sendo que o PDT elegeu também a maior bancada de vereadores da cidade: Andrigo,  que também elegeu outros três vereadores do partido – , e o PDT elegeu a maior bancada na Câmara de Vereadores, com quatro parlamentares: Renato Cariello (reeleito) e mais Binho Guimarães, da JS-PDT; e Carlos Boechat, engenheiro da prefeitura há 48 anos, irmão do jornalista Ricardo Boechat.

“O Trabalhismo teve uma avassaladora e retumbante vitória neste domingo. Com aprovação de 85% dos niteroienses ao nosso governo, meu amigo Axel Grael foi eleito no primeiro turno e elegemos a maior bancada na Câmara. Mostramos que, com unidade das forças democráticas e trabalho sério, é possível seguir avançando cada vez mais para fazer de Niterói o melhor lugar para viver e ser feliz”, afirmou o prefeito.

Rodrigo Neves lembrou que as administrações trabalhistas de Niterói foram responsáveis pela implantação do Programa Médico de Família no país e a importância do resgate dos CIEPs, um projeto de Brizola e Darcy Ribeiro.  “Niterói foi a primeira cidade do Brasil a implantar o Médico de Família, em 1992. O programa, bem sucedido, foi ampliado e adaptado para todo o País. Atualmente, Niterói continua referência nessa estratégia de Saúde que aproxima os médicos dos cidadãos, em especial os que estão em situação de maior vulnerabilidade – cidade conta com cerca de 220 mil pessoas atendidas pelo Programa”.

Prefeito João Sampaio
Godofredo Pinto

Na Educação, prosseguiu, o legado trabalhista continua em Niterói. Apesar de abandonados na maior parte do Estado, os Centros Integrados de Educação Pública (Cieps) – criados em 1984 por Darcy Ribeiro, então vice de Brizola no governo do Rio de Janeiro – “foram reformados e reabertos na cidade transformados em escolas ou Espaços Nova Geração, com cursos e aulas de esportes no contraturno escolar, os Cieps do município mantêm o objetivo de oferecer ensino público de qualidade”.

Rodrigo lembrou também que a prefeitura inaugurou, ano passado, a Unidade Municipal de Educação Infantil (Umei) Darcy Ribeiro, na comunidade do Preventório, na enseada de São Francisco, a maior do município que atende a 360 crianças em horário integral, e a 24ª escola construída na sua gestão.

O Trabalhismo, neste momento de pandemia, mostra novo lado, com políticas sociais e econômicas para apoio a microempreendedores individuais, pequenas e médias empresas e manutenção empregos em Niterói. “Essas ações inovadoras desenvolvidas pela administração, como os programas Renda Básica Temporária, Empresa Cidadã, Busca Ativa, Niterói Supera e Supera Mais foram fundamentais para a manutenção de postos de trabalho na cidade, mesmo em um período muito difícil. E a vitória de Axel Grael na eleição deste domingo deixa claro que a população reconhece o trabalho feito nesses últimos oito anos e quer seguir avançando”, comentou.

“Por tudo isso, eu tenho certeza que Axel Grael fará um governo ainda melhor do que o meu. Hoje Niterói tem as suas contas ajustadas e é uma cidade com a vocação para a inovação e o desenvolvimento. Nós conseguimos manter empregos, mesmo durante a pandemia, apoiar as nossas empresas e fazer com que Niterói continuasse crescendo, apesar de termos enfrentado o maior desafio da nossa geração com essa pandemia”, ressaltou.

 

Leia também o artigo do jornalista Vinicius Martins “2020 repete 1992 e não como farsa“, no site “Toda Palavra”