A médica Fernanda Ontiveros, 40 anos, toma posse como a primeira mulher a se eleger prefeita de Japeri, na Baixada

A primeira prefeita da história de Japeri, a médica Fernanda Ontiveros tomou posse e imediatamente começou a  instalar o governo que garante que irá moralizar e humanizar Japeri, um dos municípios da Baixada Fluminense com grandes carências e apontado como uma das mais pobres do País.  Fernanda Ontiveros foi empossada na Câmara Municipal em  ato solene onde assinou o termo de posse e prestou  juramento.

Por causa da pandemia da Covid-19, a  posse foi restrita  e a população só pode acompanhar o ato através da página oficial da prefeitura de Japeri, por transmissão ao vivo. Fernanda, segundo o jornal “O Povo”, tem uma visão “diferenciada de fazer política” por isto não interferiu na escolha do novo presidente da Câmara de Vereadores inclusive por defender a preservação da autonomia entre os poderes.

Fernanda Machado Ontiveros é solteira, médica e tem 40 anos e segundo ela,  “o executivo, legislativo e judiciário são poderes autônomos e independentes. Devemos preservar  o diálogo permanente na discussão de temas da população, mas não podemos confundir o comando. Meu papel é de governar à cidade, e a dos vereadores é apresentar indicações de obras, serviços e fiscalizar nossa atuação”, segundo declarou em entrevista ao jornal “O Povo”.

A prefeita também está concluindo a formação de seu secretariado, onde tem priorizado a busca de nomes capazes de resolver os muitos problemas que Japeri carrega, cada um em sua área de atuação. A prefeita eleita diz que “a melhor solução política é  sempre técnica”, e que seu governo será composto por secretários “que enxerguem as deficiências da região e consigam resolvê-las da melhor maneira para à população”.

Segundo o jornal, ela também afirmou: “Essa foi a minha promessa de campanha. Construir um governo técnico, onde os secretários terão metas a serem atingidas. E se não conseguirem fazê-lo, poderão ser substituídos”, disse.