Brizola Neto visita ateliê onde está sendo esculpida estátua de Brizola

Em visita ao ateliê onde é esculpida a estátua em tamanho real do ex-governador, neto se emociona

Carlos Brizola Neto, que é neto de quem o nome indica, passou por uma experiência emocionante na semana passada em um ateliê de Santa Rosa, Niterói. Ele foi ver de perto o trabalho de meses que vem sendo desenvolvido pelo artista plástico niteroiense Rodrigo Pedrosa, sob encomenda do presidente nacional do PDT, Carlos Lupi: esculpir a estátua do ex-governador Leonel Brizola, a ser inaugurada em janeiro de 2022, nas comemorações do centenário de nascimento do líder trabalhista, em Brasília.

Ex-ministro do Trabalho de Dilma Rousseff, Brizola Neto atualmente se encontra em Niterói, ocupando o cargo de coordenador de Trabalho e Renda da prefeitura. A convite do artista, ele foi conhecer de perto a produção da obra que irá perenizar a imagem do seu avô no bronze, em tamanho real, e se emocionou ao ver a cabeça semi-pronta, com o rosto de Brizola já bem definido, revelando a sua característica expressão de indignação – talvez a que o marcaria invariavelmente hoje se fosse vivo.

Ex-vereador pelo Rio e ex-deputado federal, Brizola Neto teve o seu primeiro aprendizado político ao lado do avô, de quem foi secretário particular por dez anos, até a sua morte, que está completando 17 anos nesta segunda-feira, 21. Para não estragar a surpresa da inauguração futura, não houve fotos ao lado da obra em execução, mas ele levou para casa, como presente do escultor, a miniatura de um de seus trabalhos da série “Humanidades”.

Além de produzir um robusto trabalho autoral, Rodrigo Pedrosa tem criado várias esculturas de personalidades, que vêm conquistando os espaços urbanos principalmente do Rio e de Niterói, sua cidade, onde estão, por exemplo, as estátuas de Zumbi dos Palmares, na Cantareira; de Jorge Loretti, na praça do Ingá; e do irmão Amadeu, no Instituto Abel, todas criadas por ele.

(fonte: Jornal Toda Palavra)