Notícias

Ciro estará sábado (2/10) nos atos contra Bolsonaro no Rio e em SP

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, convocou a militância do PDT do Brasil inteiro para estar nas ruas no próximo dia 2 de outubro nas manifestações contra o desgoverno Bolsonaro e anunciou que Ciro Gomes participará de duas das grandes manifestações previstas: a do Rio de Janeiro, no Centro da cidade, pela manhã com concentração da turma boa do PDT a partir das 9 horas da manhã na estação do Metrô Uruguaiana; e também na manifestação de São Paulo capital, na Avenida Paulista, a partir das 15 horas.  Lupi convocou: “É hora do PDT ir todo para as ruas e gritar em alto e bom som: Fora Bolsonaro!” Veja o vídeo com a convocação geral feita pelo Lupi.

Notícias

‘Chicão’ doa acervo trabalhista para a Fundação Brizola-Pasqualini/Rio

A Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini no Rio de Janeiro (FLB-AP/RJ) recebeu, nesta segunda-feira (27), um diversificado acervo sobre o PDT e lideranças do Trabalhismo, incluindo os ex-presidentes da República Getúlio Vargas e João Goulart e o ex-governador Leonel Brizola. A doação foi feita pelo membro do diretório fluminense, Francisco Mendes, o “Chicão”, na sede da organização de cooperação do partido, no Centro da capital. Segundo o secretário nacional de Criatividade e Inovação e diretor estadual de projetos da FLB-AP, Leonardo Lupi, o material, que será digitalizado, detalha marcos da história política nacional ao longo de mais de 70 anos. Em destaque, folhetos e fotos de campanhas eleitorais e de formação política, além de reportagens das revistas Manchete, Fatos & Fotos e O Cruzeiro. “São raridades que serão preservadas e servirão de semente para a formação das futuras gerações de pedetistas. Uma raridade é a cópia de uma carta do ex-deputado federal Benedito Cerqueira, escrita em Lisboa antes da redemocratização, sobre o antigo PTB”, disse, ao lado Pedro Porto e Vitor Almeida, diretores de Relações Institucionais e de Acervo e Memória da Fundação.

Notícias

Lupi: ‘Privatização não é tabu se preservar soberania nacional’

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, afirmou que o processo de desestatização pode integrar o Projeto Nacional de Desenvolvimento (PND), desde que não inclua áreas estratégicas e preserve a soberania do Brasil. “Privatização para a gente não é tabu. Tem que saber o que e para que, além de ter preço justo e total transparência”, explicou, durante entrevista para o site BM&C News nesta segunda-feira (27). “Nós não podemos privatizar setores que são essenciais para a cidadania. Os Correios, mais do que qualquer outro serviço público, estão presentes em quase seis mil municípios. Sem a agência dos Correios em muitas localidades, você fecha o banco, onde paga e recebe dinheiro”, relatou, ao mencionar a importância do novo modelo econômico oferecido dentro do plano de governo do pré-candidato pedetista, Ciro Gomes. “Querendo uma empresa lucrativa, quem é que vai funcionar onde não dá lucro? Está aí o papel do Estado, que tem como lucro o bem-estar da sociedade. É ver o trabalhador ter emprego com carteira assinada e todos os seus direitos”, ponderou.

Notícias

Ciro propõe mudar economia a partir do fim do absurdo teto de gastos

O pré-candidato ao Palácio do Planalto pelo PDT, Ciro Gomes, ratificou neste domingo (26), em debate na Globo News, a posição contrária ao teto de gastos, que foi implementado pelo presidente Michel Temer, em 2017, a partir da Emenda Constitucional nº 95/2016. O fim deste regime fiscal, que foi classificado como “pacto perverso” por aprofundar as crises econômica e social, será uma das prioridades do pedetista no processo de mudança da política econômica no Brasil. “Qual é a literatura mundial e qual é a experiência comparada do mundo que estabelece essa loucura de colocar com status constitucionais um teto de gastos por 20 anos? Pior: deixando livre a maior despesa, que é juro para dívida”, criticou, em companhia do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS) e o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE). “Isso aí é querer congelar um pacto perverso que fez gerar 15 novos bilionários no Brasil nessa pandemia, enquanto a maioria esmagadora do povo brasileiro amarga a maior humilhação e miséria da sua história”, completou.

Notícias

Ciro e Rodrigo se reúnem no RJ com os Cristãos Trabalhistas

Os pré-candidatos do PDT à presidência da República e ao governo do Rio de Janeiro, Ciro Gomes e Rodrigo Neves, participaram na noite desta sexta-feira (24/9) da reunião com dezenas de religiosos do Movimento de Cristãos Trabalhistas (MCT) que tem entre suas principais lideranças no Rio de Janeiro o pastor presbiteriano Luiz Longuini e o advogado Cacau de Brito. Ao passar a palavra ao pastor Luiz Longuini, Lupi fez questão de dizer que ele é seu amigo há 25 anos e era um brizolista. Professor e mestre  em Teologia, com doutorado na Alemanha, Ele relatou a gênese do movimento Cristãos Trabalhistas em 2018, na campanha de Ciro à presidência, que depois se desdobrou na campanha de Martha Rocha à prefeita do Rio – sempre  com a preocupação de agrupar, nele, todas as religiões independente de suas práticas. Ciro, por sua vez, revelou sua forte formação cristã, tendo sido integrante da Juventude Franciscana no passado, defensor dos pobres e desvalidos e também dos animais e da natureza.

Notícias

“Sou primeira via”, diz Ciro em Cabo Frio ao detalhar seu projeto de país

“Sou primeira via. A expressão ‘terceira via’ é preguiçosa”, disse o pré-candidato a presidente da República pelo PDT, Ciro Gomes, ao detalhar, em Cabo Frio (RJ), o aprimoramento do Projeto Nacional de Desenvolvimento (PND). Liderada pelo prefeito local, José Bonifácio (PDT), o encontro mobilizou neste sábado (25) parlamentares, lideranças e militantes da Região dos Lagos. Acompanhado do presidente nacional do partido, Carlos Lupi, Ciro foi recebido na Praça Porto Rocha, no Centro, onde plantou uma muda de árvore nativa. Na sequência, visitou a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Assunção, que completou 300 anos, e promoveu uma palestra na Associação Atlético Cabofriense. Durante o debate, que respeitou os protocolos de prevenção a Covid-19, o ex-governador do Ceará reforçou que o PND é aprimorado coletivamente, desde 2018, e desponta como diferencial trabalhista na disputa ao Palácio do Planalto. “O Brasil está tentando entender as causas da prior crise, que leva o povo ao desemprego, e encontrar saídas”, explicou.