Notícias

Manoel Dias, em defesa da unidade contra Bolsonaro em 2022: “Vamos superar as diferenças e brigar depois“

“A rebeldia tem que ser a nossa unidade”, disse o secretário-geral do PDT e presidente da Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini (FLB-AP), nesta sexta-feira (30), para defender a integração do campo progressista nas eleições de 2022. A avaliação ocorreu ao longo da nova edição do programa ‘Despolarizando’. ‘Vamos superar diferenças e brigar depois. Urgente é tirar essa gente do poder, como fizeram os americanos elegendo o [presidente] Biden”, afirmou, ao classificar o governo do presidente da República, Jair Bolsonaro, como “irresponsável, corrupto e miliciano”.

Sem categoria

Bonifácio inclui Cabo Frio em consórcio de municípios para comprar vacinas contra Covid

O prefeito de Cabo Frio (RJ), José Bonifácio (PDT), sancionou nessa quarta-feira (28) a Lei Nº 3.276, de 20 de abril de 2021, que autoriza o município integrar o Consórcio Público Intermunicipal de Desenvolvimento do Norte e Noroeste Fluminense (CIDENNF) para compra de vacinas da Covid-19. A iniciativa de constituir um consórcio público para aquisição de vacinas, medicamentos, insumos e equipamentos está fundamentada na Lei Federal nº. 11.107/2005. A programação é de utilização de verba de R$ 7,5 milhões, já aprovada pela Câmara Municipal, para aquisição das vacinas. O objetivo inicial é comprar 100 mil doses.

Notícias

Com Ciro Gomes, PDT estreia série biográfica de lideranças trabalhistas

O PDT estreou uma série de vídeos biográficos sobre lideranças trabalhistas nesta sexta-feira (30), em suas redes sociais. Nos oito primeiros capítulos, intitulados ‘Ciro, o Dever da Esperança’, o pré-candidato a presidente da República pelo partido, Ciro Gomes, foi entrevistado pela produtora Giselle Bezerra, mulher dele. Na abertura, o ex-governador do Ceará e ex-prefeito de Fortaleza (CE) conta passagens sobre sua infância e juventude desde sua cidade natal, Pindamonhangaba, no interior de São Paulo. Na sequência, viveu por quatro anos em Adamantina (SP) até mudar-se com a família para Sobral (CE), onde apostou na educação como “caminho de superação”.

Manchete

Eduardo Costa, sobre veto à Sputnik V: ‘Querem nos impor dependência total aos EUA’

O epidemiologista Eduardo Costa, ex-secretário de Saúde do Rio no governo Brizola, e professor da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), afirmou nesta quarta (28/4) ao jornal “Hora do Povo” que a polêmica envolvendo as decisões da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no tocante ao uso emergencial de vacinas, inclusive importação, tem sido problemáticas “e dão margem à desconfiança de que argumentos técnicos são uma bobagem, não passam de cortina de fumaça para satisfazer interesses não explicitados, o que não é só de hoje”. Eduardo Costa destacou, quanto ao veto da Anvisa à importação da vacina Sputnik V, de eficácia comprovada, que “se evidenciou, por uma série de fatores, a existência de uma luta explícita que se trava normalmente entre nosso país de um lado e todos aqueles que querem impor ao Brasil uma dependência total ao imperialismo americano”, disse ele. “No fundo é disso que se trata”, destacou. “Argumentos técnicos não passam de cortina de fumaça para satisfazer interesses não explicitados”, acrescentou.

Notícias

Lupi, em debate da Central dos Sindicatos Brasileiros: “É hora de unir os democratas”

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, reforçou, nesta quarta-feira (28), a necessidade de integração das representações do campo democrático, apesar das divergências programáticas, para afastar o presidente da República, Jair Bolsonaro, e superar a sistêmica crise instalada no Brasil. “A prioridade é garantir a democracia e derrotar Bolsonaro”, enfatizou, na “Live do Trabalhador” conduzida pelo presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) e do PDT na cidade de São Paulo, Antonio Neto. “Destruir ele já está fazendo, é fácil. Reconstruir é uma tarefa para todos. Agora, é hora de unir os democratas. Todos os democratas desse país têm que colocar, para segundo plano, as possíveis diferenças. Se a gente tem diferença, ela é secundária”, afirmou.

Sem categoria

PDT reitera que é contra privatização da Cedae e defende saneamento público no RJ

“Entregar a Cedae é dar prioridade ao lucro privado em detrimento da saúde do povo fluminense”, criticou o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, ao reiterar nesta quinta-feira (29), a posição contrária do partido sobre o leilão da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro, previsto para ser realizado amanhã (30).    “O PDT sempre defendeu a valorização dessa instituição e o investimento estatal em saneamento. Os governos de Leonel Brizola confirmaram essa vocação, pois pensamos no bem-estar social do povo. A tentativa de privatização é mais um ataque direto ao direito à vida de milhões de cidadãos do Rio”, disse.

Manchete

Brasil perde Cláudio Valério, ex-secretário de Cultura no governo de Jorge Roberto

O professor, pintor e crítico de arte Claudio Valério Teixeira, morreu na última terça-feira (27/4) aos 72 anos de câncer no pulmão, após complicações provocadas por longa internação hospitalar para tratar da Covid-19. Considerado um dos maiores restauradores do país e conhecido internacionalmente, segundo um de seus filhos, Frederico Teixeira, Claudio morreu dormindo, de forma serena e sem maiores sofrimentos. O prefeito de Niterói, Axel Grael (PDT), lamentou a perda, “Nos deixou hoje o restaurador, pintor, crítico e artista plástico Cláudio Valério Teixeira. Seu talento ficará registrado em todas as suas obras. Como é o caso do Teatro Municipal João Caetano, um dos maiores trabalhos de restauração de um patrimônio público no Brasil. Cláudio, que foi secretário municipal de Cultura e presidente da Fundação de Artes de Niterói (FAN), era dono de dom ímpar e deixará uma importante contribuição para o enriquecimento cultural de Niterói. À querida Tania e todos os familiares, meu carinho e solidariedade”, disse Axel, referindo-se aos cargos que Claudio Valério ocupou no governo do prefeito Jorge Roberto Silveira (PDT).

Notícias

Ciro para Glenn Greenwald: ‘Vou me confrontar com Lula no 2° turno de 2022’

O ex-ministro Ciro Gomes, pré-candidato do PDT à presidência em 2022, afirmou ao jornalista norte-americano Glenn Greenwald, agora na Carta Capital, que Bolsonaro vai perder a eleição logo no primeiro turno e que ele vai disputar o segundo turno com o ex-presidente Lula, candidato do PT. Ciro explicou que haverá confronto entre sua proposta para o Brasil, o seu Plano Nacional de Desenvolvimento; e a proposta de Lula, a mesma que precarizou o país nos últimos anos. “Vamos oferecer ao povo brasileiro um debate de alto nível entre a volta a um passado idílico, que não é mais praticável, e uma proposta de futuro para empoderar o povo”, argumentou, colocando-se como terceira porque há uma tentativa de criar uma falsa polarização entre Bolsonaro e Lula, na sua opinião, “verdadeira ilusão de ótica”.

Notícias

Ciro propõe ao Brasil troca do modelo econômico seguido por FHC, Lula, Dilma e Bolsonaro

No segundo vídeo da série divulgada pelo PDT, na internet, o pré-candidato a presidente da República, Ciro Gomes, propõe a troca do modelo econômico adotado desde 1995, no Brasil, a partir dos governos de Fernando Henrique Cardoso (FHC), Lula, Dilma Rousseff, Michel Temer e Jair Bolsonaro. “Os graves problemas sociais que a gente vive, hoje, são causados por um mesmo modelo econômico que começou lá no governo de Fernando Henrique Cardoso, passou por Lula, Dilma, e chegou ao ápice no famigerado governo de Bolsonaro”, relatou, durante o filme de 48 segundos. Para o pedetista, o cenário acumulado nos últimos 26 anos é traduzido em números, principalmente no que remete ao recuo ou estagnação do Produto Interno Bruto (PIB) – soma de todos os bens e serviços. Em 2020, o índice ficou negativo em 4,1%.