Notícias

PDT, via Fundação, assina hoje manifesto contra a Lei de Segurança Nacional

Em uma nova ação conjunta com organizações de partidos progressistas, a Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini (FLB-AP), do PDT, assinou nesta quarta-feira (31), o manifesto do Observatório da Democracia que pede a revogação da Lei de Segurança Nacional e ratifica a necessidade de interdição do presidente da República, Jair Bolsonaro. Simbolizando a histórica luta democrática na data que marca os 57 anos do fim do regime militar no Brasil, o lançamento do documento – com contribuições das fundações Astrojildo Pereira (Cidadania); Lauro Campos e Marielle Franco (PSOL); João Mangabeira (PSB); Maurício Grabois (PCdoB); Herbert Daniel (PV); da Ordem Social (PROS), Perseu Abramo (PT) e Claudio Campos –, exaltou o legado do ex-presidente João Goulart ao citar as reformas de base e a sua deposição com a instauração da ditadura.

Sem categoria

Cristãos Trabalhistas analisam a correlação entre religião, Estado e poder no Brasil

A relação entre religião, Estado e poder pautou o debate virtual promovido, nesta segunda-feira (29), pelo Cristãos Trabalhistas, movimento em processo de formação e formalização no PDT. Como convidados, o presidente da Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini (FLB-AP), Manoel Dias, e a ex-ministra e ex-presidente nacional da Rede Sustentabilidade, Marina Silva. Mediado pelo pastor Alexandre Gonçalves, o encontro exaltou o legado de Alberto Pasqualini no processo de desenvolvimento da doutrina trabalhista, bem como estimulou uma análise conjuntural sobre a influência da religião na construção da República e na formação de governos. “O cristianismo sempre pregou o amor, a justiça social e o livre arbítrio. Com os Cristãos Trabalhistas, poderemos aprofundar o debate para ajudar o povo brasileiro a adquirir conhecimento e participar, efetivamente, do processo democrático”, afirmou Alexandre Gonçalves.

Notícias

Ciro no Facebook: “Cachorro acuado, tenta sair mordendo”

O ex-ministro Ciro Gomes disse ontem em seu Face, sobre as mudanças em Brasília: “A crise brasileira está se transformando na tempestade perfeita: pandemia fora de controle anuncia recordes de mortes e de lentidão na vacina. Óbvia consequência de um ano de incompetência, irresponsabilidade e conduta genocida. Economia em degringolada geral. Pelo lado dos pobres, desemprego e informalidade recordes, menor poder de compra do salário-mínimo dos últimos 15 anos, suspensão irresponsável do socorro emergencial e o imperativo isolamento social que destrói rendas, negócios e empregos ante um governo absolutamente incompetente em sequer entender a extensão da crise, seu diagnóstico e suas soluções”. Ele disse também: “”Quando se juntam os ricos e os pobres e a classe média contra o governo, o presidencialismo brasileiro não sabe resolver crises”. Na opinião de Ciro, o Centrão “quer mandar no governo e em suas verbas (…) mas não quer carregar a alça do caixão do governo de Bolsonaro”.

Notícias

Lupi aciona Internacional Socialista para quebra de patentes das vacinas da Covid

Presidente nacional do PDT e vice-presidente da Internacional Socialista (IS), Carlos Lupi enviou, no último domingo (28), uma carta à organização política estrangeira para defender a quebra de patentes das vacinas contra a Covid-19. Ao criticar o modelo econômico neoliberal que “prioriza o lucro em detrimento da saúde”, Lupi reafirmou sua posição de mobilizar o campo progressista em prol da mudança de paradigmas históricos.  “É preciso assumir uma postura corajosa com relação às patentes e aos direitos de propriedade intelectual das tecnologias de saúde utilizadas no combate ao coronavírus, em especial as vacinas. O atual sistema não foi moldado para lidar com pandemias”, justificou.  “Enquanto a indústria farmacêutica e os países desenvolvidos lucram com as vendas, os países de renda média e baixa padecem com a dependência e a espera”, completou. 

Notícias

PDT quer CPI da Covid no Senado para apurar responsabilidades e omissões

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, liderou a participação do partido no ato virtual pela instalação da CPI da Covid-19 no Senado Federal. O evento foi promovido pelo ‘Direitos Já! Fórum pela Democracia’, nessa sexta-feira (26), e mobilizou representantes do parlamento, da sociedade civil, de entidades de classe e do terceiro setor. Considerando a urgência da medida, que teve o pedido de requerimento assinado pelos senadores pedetistas Weverton Rocha, Cid Gomes e Acir Gurgacz, Lupi mencionou a série de crimes promovidos pelo presidente da República, principalmente contra a saúde pública, e ratificou a importância da ampla investigação. Ao analisar a evolução da crise brasileira, Lupi indicou ainda que a movimentação de diversos setores da sociedade simboliza também o caminho para interdição, afastamento e impeachment de Bolsonaro.

Notícias

‘Com a Landulpho Alves, Shell deve monopolizar derivados no Norte e Nordeste’

Cláudio da Costa Oliveira, da Petrobrás, assinou artigo na página da Associação dos Engenheiros da Petrobrás onde afirma que “com a venda da Refinaria Landulpho Alves – RLAM, na Bahia, para o fundo árabe Mubadala Capital, fica aberta a oportunidade para que o grupo anglo holandês, Royal Dutch Shell, assuma de forma monopolista o mercado de combustíveis do norte e nordeste do Brasil. ´É sabido que a Shell possui (e opera) refinarias no Golfo do México em sociedade com a saudita Saudi Aranco, origem dos maiores volumes de importação de combustíveis do mercado brasileiro, graças a dolarização dos preços dos derivados adotada pela Petrobrás. É sabido também que Shell em sociedade com a Cosan (50/50), em 2011, criou a empresa Raizen, hoje a 3a. maior empresa brasileira em faturamento.

Notícias

Martha Rocha, via Alerj, proíbe demissões no Rio de servidores federais da área de Saúde

A deputada Martha Rocha, presidente da Comissão de Saúde da Assembléia Legislativa (Alerj) do Rio de Janeiro, conseguiu na Justiça a proibição da dispensa, sem motivação, de trabalhadores da rede federal de Saúde no Rio ao obter liminar na 23ª Vara Federal do Rio. A decisão também determina que a União também deverá reintegrar, em até 10 dias, todos os servidores públicos e terceirizados dispensados sem fundamentação desde 11 de março de 2020 – data que a Organização Mundial da Saúde decretou o estado de pandemia. A volta, para os profissionais de saúde, será facultativa. A comissão liderada por Martha fez o pedido com base na manifestação do próprio governo federal da existência de grande deficiência de mão de obra para ativação de novos leitos nos diversos hospitais federais existentes no Rio de Janeiro.

Notícias

PDT cria plataforma “Denúncia Já” para reunir informações contra Bolsonaro

O PDT lançou, em seu site nacional, a plataforma “Denúncia Já”. A iniciativa busca reunir e analisar informações de possíveis crimes praticados pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, bem como por membros da sua família e do governo federal.  “O PDT vai investigar e entrar em contato com a Justiça ou a autoridade responsável. Vamos juntos, construir um futuro com transparência e ética no Brasil!”, descreve o cabeçalho do formulário, ao garantir o total sigilo, segundo. Anunciada pelo presidente nacional do partido, Carlos Lupi, durante a edição do programa “Café com Lupi” no último sábado (20), a ferramenta disponibiliza campos para contato e encaminhamento de provas. Ao final, ainda é possível anexar até 10 arquivos.

Manchete

Ciro: ‘Bolsonaro criou comitê anti-covid porque é um genocida na antessala da queda’

A criação do comitê anti-Covid pelo governo federal, nesta quarta-feira (24, foi classificada por Ciro Gomes, como ação emergencial de aliados de Bolsonaro diante da grave crise que o país está vivendo e o possível impeachment do presidente. “A base do Bolsonaro sentiu e resolveu tentar interditá-lo”, afirmou Ciro em entrevista para José Luiz Datena, na Rádio Bandeirantes. “Essa reunião é importante, sim, muito. Mas disso aí não vai sair nada. Já vi esse filme na véspera do Collor e da Dilma cairem. Bolsonaro está na antessala de cair porque é um genocida, assassino, irresponsável e incompetente”, atacou, antes de completar: “Estão sabendo que a coisa degringolou mesmo. Chegou no limite”. Ciro acha fundamental a imediata demissão dos ministros das Relações Exteriores e do Meio Ambiente porque, na sua opinião, “degringolou geral” e enquanto não chegar a vacina, precisamos de isolamento nacional e garantir a sobrevivência da população através de auxílio emergencial de pelo menos 600 reais/mês para as famílias mais pobres. “Se não fizerem isto, querem salvar o próprio pescoço, não o povo que está morrendo”.