Notícias

Brizola Neto para Bolsonaro: “Quem tem o espírito dos ratos não pode ter compaixão com os seus semelhantes”

O plenário da Câmara dos Deputados já registrou cenas históricas de defesa de Leonel Brizola e de desmoralização de Jair Bolsonaro. Em 24 de março de 2010, o responsável foi o líder do PDT, Brizola Neto, ao rebater os ataques do então deputado do PP – e atual presidente da República – baseados em falsas ilações sobre a relação do seu avô com o ex-presidente de Cuba, Fidel Castro. “Injúria aos mortos é um comportamento típico dos verdadeiros covardes”, criticou o parlamentar pedetista. Na tribuna, Brizola Neto intensificou seu discurso para valorizar o “dono de uma história ilibada e honrada” em contraponto à desvirtuada carreira do parlamentar, que também é capitão da reserva do Exército.

Notícias

Chico D’Angelo: Lutar sem tréguas para derrotar o projeto de morte de Bolsonaro!

O deputado federal Chico d’Angelo escreveu artigo sobre a questão da soberania e a pandemia de Coronavirus. “De um lado, há um projeto colocado em prática da forma mais cruel possível pelo governo de Jair Bolsonaro: o da destruição do Brasil como um país soberano, autônomo, integrado ao mundo de forma responsável e calcado nos anseios de justiça social para o seu povo. Do outro lado devemos estar todos aqueles que, mesmo tendo diferenças pontuais ou até mesmo profundas, sabem que a questão fundamental dos nossos dias é evitar o desmonte do país e lutar pela reconstrução incessante de um projeto de nação mais generoso.

Barra Lateral

Ciro: “Bolsonaro é um presidente incompetente, despreparado e corrupto”

Em entrevista ao “Diário de Notícias” de Portugal, o vice-presidente nacional do PDT e ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, afirmou que a democracia brasileira tem sofrido violências, ao longo de sua história, e que a solução imediata para resolver esta questão, na sua opinião, é a deposição do presidente da República, Jair Bolsonaro. Para Ciro, Bolsonaro  já cometeu quase todos os crimes de responsabilidade previstos na lei. 

Notícias

Martha Rocha fiscaliza gastos com Covid-19 no Rio e denúncias envolvem Executivo

Ao longo de 2020, a Saúde esteve em evidência, no Rio de Janeiro, em função da realidade imposta não só pela pandemia do coronavírus, mas também pelas irregularidades denunciadas por parlamentares. A partir de comissões de fiscalização da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) — presididas pela deputada Martha Rocha (PDT) —, uma série de desvios foram descobertos, o que gerou investigações, prisões e o afastamento do governador, Wilson Witzel. Com pareceres, reuniões e audiências públicas, as comissões permanente e especial promoveram investigações sobre o governo do estado, a partir de dados e depoimentos, verificaram a execução de planos de contingência, bem como analisaram diversos projetos de lei que impactaram diretamente o dia a dia do cidadão.

Notícias

Niterói e Cabo Frio recebem mais de 9 mil doses da vacina de Oxford/AstraZeneca

As prefeituras de Niterói e Cabo Frio geridas por prefeitos do PDT, receberam os primeiros lotes da vacina produzida pela Universidade de Oxford em parceria com o laboratório AstraZeneca e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Ao todo, serão 9.170 doses, com 7.070 mil para os niteroienses e 2.100 para cabo-frienses.  Com aplicações nas unidades de saúde e através de equipes volantes, a nova etapa de imunização será iniciada entre terça-feira (26) e quarta-feira (27) e seguirá beneficiando, prioritariamente, os profissionais da linha de frente da saúde e os idosos residentes em abrigos. Para o grupo que foi imunizado com a vacina inglesa, o período máximo para a segunda dose é de três meses. Já a CoronaVac demanda um intervalo entre duas a quatro semanas.

Notícias

‘A Formação do Povo Brasileiro’: curso sobre livro de Darcy Ribeiro inicia ciclo final

A aula ‘Assimilação e Segregação’, ministrada pelo professor da Fundação Leonel Brizola – Alberto Pasqualini (FLB-AP), Wendel Pinheiro, marca o início, nesta segunda-feira (25), do último ciclo do curso virtual “A Formação do Povo Brasileiro”. O produto, idealizado pelo Centro de Memória Trabalhista (CMT) em parceria com a Universidade Aberta Leonel Brizola (ULB), celebra os 25 anos do livro ‘O Povo Brasileiro’, de Darcy Ribeiro. Nos últimos dez vídeos, o curso, que também conta com a participação dos professores Henrique Matthiesen e Sergio Caldieri, detalha as peculiaridades da população em cada região do país, bem como o contexto social vinculado à cada realidade.

Sem categoria

Lupi condena autorização do governo de Bolsonaro para compra de vacinas por empresas privadas e estatais

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, criticou a tentativa de compra prioritária, por parte de um grupo de empresas brasileiras, de 33 milhões de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca para uso próprio. A negociação para autorização prévia, no Ministério da Saúde (MS), foi divulgada, nesta segunda-feira (25), pelo jornal Folha de São Paulo. “Um grupo de empresários brasileiros quer comprar 33 milhões de doses de Oxford e dividir metade para com o governo e a outra parte ficar com eles. Se querem comprar, devem doar todas as doses para o governo, porque não podemos ter privilegiados”, afirmou. Conduzida pela farmacêutica Dasa, que detém laboratórios e hospitais, a transação coletiva beneficiaria, pelo menos, 12 empresas, incluindo Vale, Gerdau, JBS, Oi, Vivo, Ambev, Petrobras, Santander, Itaú, Claro, Whirlpool e ADN Liga.

Notícias

Eduardo Chuahy, fundador do PDT ao lado de Brizola, morre de infarto aos 87 anos

Morreu neste domingo (24/1) de infarto, aos 87 anos, o ex-deputado estadual e ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Eduardo Chuahy, um dos fundadores do PDT e principais aliados do governador Leonel Brizola na reconstrução do Trabalhismo. Economista e ex-militar, Chuahy teve os seus direitos políticos e a patente de capitão do Exército cassados em 1964 quando era ajudante de ordens no Gabinete Militar do presidente João Goulart. O velório será hoje (25/1) das 8h30m às 11h30m no Memorial do Carmo, no Caju, onde em seguida será cremado. Para o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, Eduardo Chuahy, foi um exemplo de cidadão que “atuou por um país mais justo para todos”. O militar cassado e economista foi eleito deputado estadual em 1982 pelo PDT, reeleito em 1986 e presidiu a Assembleia Legislativa do Rio até 1987. O terceiro mandado como deputado foi entre 1990 e 1994, também pelo PDT.