Nesta quinta-feira, dia 12

O Movimento de Aposentados, Pensionistas e Idosos do PDT – com apoio da Associação Cultural José Martí – realiza, nesta quinta-feira, 12 de abril, às 17 horas, debate sobre o golpe civil-militar de 1964, que derrubou o presidente João Goulart (Jango), eleito democraticamente pelo povo brasileiro.

O primeiro palestrante, Trajano Ribeiro, vai falar sobre os acontecimentos – que guardam semelhança com nosso momento atual – que prepararam o golpe, já a partir da posse de Jango, em 1961: fruto de um movimento, liderado pelo então governador do Rio Grande do Sul, Leonel Brizola, que ficou conhecido por Cadeia da Legalidade.

Em seguida, o cineasta Silvio Tendler, autor do filme Jango, fará um relato sobre o que foi o governo de João Goulart; suas principais realizações – como as Reformas de Base.

As consequências do golpe – que ceifou vidas; prendeu e torturou companheiros; cerceou a liberdade do povo; e provocou uma enorme diáspora entre os militantes de esquerda – será contada por Anita Leocádia Prestes.

Sobre a história pouco conhecida dos brasileiros, dos militares que lutaram internamente contra o golpe; e por isto sofreram – alguns por toda vida – perseguições, perda de patente ou reforma prematura, alguém que sofreu na carne: general Bolívar Meirelles.

No último módulo, o jornalista Sérgio Caldieri vai contar como a grande imprensa, que Leonel Brizola denominava Partido Único, trabalhou para a sustentação da ditadura perante a opinião pública.

Local: Auditório Carmen Cynira, Sede da Fundação Leonel Brizola-Alberto Pasqualini, Rua do Teatro, 39 – Praça Tiradentes, Centro.